Bratislava (SP) e Torre (PE) fazem ponte nordeste-sudeste em turnê conjunta

As bandas passarão por festival DoSol e culminam no SIM São Paulo.

Duas bandas distantes territorialmente mostram sua sintonia musical em uma tour conjunta. Bratislava (SP) e Torre (PE) se unem em uma série de shows guiada pela sonoridade sem amarras, levada apenas por sensações. Os grupos mostram a intensidade de suas canções, que passam pelo rock, pop e eletrônico sem abrir mão do experimental. A banda paulista, com quase uma década de estrada no underground, será recebida no nordeste pelos pernambucanos, seguindo em direção ao sudeste para um total de oito shows. As cidades que receberão a turnê “Fogo e Rua I” são Fortaleza (CE), Natal (RN), João Pessoa (PB), Recife (PE), São Paulo (SP) e Campinas (SP).

Entre os destaques da programação estão os festivais DoSol, que recebe tanto Torre quanto Bratislava, e Ponto.CE, que traz a banda paulistana no lineup; e a Semana Internacional de Música (SIM) São Paulo, que também receberá os dois shows.

A turnê será a oportunidade dos fãs conferirem de perto o som de alguns dos trabalhos mais elogiados da cena independente nacional.

A poesia e o rock experimental correm juntos no som da Bratislava. Formada em 2010, a banda é um dos principais nomes da cena independente nacional, graças à sonoridade contagiante e à modernidade de suas composições. O repertório é dividido entre as canções do seu mais recente lançamento, o álbum “Fogo” (2017), e dos discos “Um Pouco Mais de Silêncio” (2015) e “Carne” (2012). A Bratislava coleciona passagens em grandes festivais como o Lollapalooza Brasil (SP), Conexão (BH), CoMA (DF), Fora da Casinha (SP) e Bananada (GO). A turnê coincide com o lançamento do clipe “Fogo”, que encerra os trabalhos de seu mais recente disco.

Misturando referências do rock, pop e eletrônico, o quarteto recifense Torre, formado em 2017 por Felipe Castro (voz e guitarra), Antônio Novaes (guitarra e synth), Vito Sormany (bateria) e Danillo Sousa (baixo), apresenta o repertório do disco de estreia, “Rua I”, em que fala sobre despedida, retorno e conforto do lar. A banda propõe a experimentação musical como condutor para novos ambientes, sendo o próprio disco uma experiência sensorial: texturas, lugares e cenários, criados pela mistura do som com a intenção das letras, brotam e tomam formas.

As duas bandas mostram a força da cena independente nacional. Além de seus shows, será possível conhecer outros trabalhos elogiados – é o caso de Kalouv e Pupila Nervosa, que se unem a Torre e Bratislava em uma noite especial em Recife.

 

Volney Tolentino

Jovem dinâmico, que detém o poder central dos Cebolas Verdes; Um clã no interior (sigilo) da imensa África Subsaariana. Sua missão é fazer o bem como designer, crítico de cinema, professor de inglês e amante esportivo.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE