Almir Chiaratti recria single “Triz” em vídeo acústico com Puppi

A canção “Triz”, lançada pelo cantor e compositor Almir Chiaratti em 2017, ganha novos contornos em um vídeo acústico. Ao lado do violoncelista italiano Federico Puppi, Almir interpreta a música em um formato mais orgânico, onde as cordas assumem o protagonismo do arranjo.

Lançada nos serviços de streaming pelo selo Sagitta Records – somando quase 80 mil audições, apenas no Spotify -, a gravação original de “Triz” apresenta um arranjo encorpado, com o próprio Almir na guitarra, Anderson Ferreira no teclado, Barbanjo Reis na bateria e Leonardo Contreiras e Pedro Moragas no contrabaixo acústico e já trazendo Puppi no violoncelo. Retomando essa parceria nas cordas, os dois músicos mostram um lado mais intimista da canção, mas sem abrir mão do peso inerente à letra, que versa sobre dizer adeus a um amor.

Instrumentista versátil, Puppi entrega novas camadas de dramaticidade à música. Deixando de lado o cello elétrico, que o acompanha na turnê nacional e internacional do elogiado álbum “Marinheiro de Terra Firme” (Sagitta Records, 2018), o músico se divide entre tocar com e sem o arco, dedilhando o violoncelo acústico como um contrabaixo.

Ouça “Marinheiro de Terra Firme”: http://bit.ly/PuppiMDTF

Já Almir retorna ao violão que o acompanhou por boa parte de seu primeiro trabalho, “Bastidores do Sorriso”. O artista se prepara para lançar um novo álbum em breve e, além de “Triz”, já liberou também o single “Bloco Triste”. A gravação vai acontecer ao longo do segundo semestre e será comandada pelo próprio Puppi, atuando como produtor do disco.

Ouça o álbum “Bastidores do Sorriso”: http://bit.ly/BastidoresdoSorrisoSpotify

“Nossa ideia é deslocar os holofotes para o cotidiano, tanto na temáticas das canções quanto nos sons concretos que usaremos, unindo os arranjos à música eletrônica, seguindo a linha do último disco do Puppi. Cada música terá um universo próprio de sonoridades, que vão de chuveiros elétricos a portões, torneiras, latidos, carros, furadeiras entre outros elementos que trarão essa paisagem urbana para o palco. É um processo muito interessante unir o sound design, que estudei quando aluno e profissional de cinema, aos meus estudos de canção e de música hoje no meu trabalho artístico”, adianta Almir.

O vídeo de “Triz” teve som gravado por Rodrigo Miguez, que também captou as imagens ao lado de Zéca Vieira.

Volney Tolentino

Jovem dinâmico, que detém o poder central dos Cebolas Verdes; Um clã no interior (sigilo) da imensa África Subsaariana. Sua missão é fazer o bem como designer, crítico de cinema, professor de inglês e amante esportivo.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE