PEÇA AJUDA: LIGUE 188

Desejo Sombrio | Crítica

Série mexicana com um bom suspense

Análise sobre a série “Desejo Sombrio”, da Netflix, aqui no site Cebola Verde. Confira a ficha técnica da trama:

Nome: Desejo Sombrio (Oscuro Deseo)

Estreia: 15 de julho 2020 (Brasil) – 587min

Direção: Kenya Marquez e Pedro Ybarra

Elenco: Maite Perroni, Jorge Poza, Alejandro Speitzer

Gênero: Suspense, Drama, Policial, Thriller


“Desejo Sombrio” estreiou há um mês e logo atingiu um bom desempenho graças a boa divulgação da Netflix e também pelo elenco conter a ex-RBD, Maite Perroni, que tem um excelente fandom no Brasil, fazendo com que a série fosse bem recebida aqui. Ao ver o trailer não fica claro a tamanha complexidade da trama, o que faz manter-se mais interesse quando se começa a assistir, mas vamos entrar na análise do início.

Aparentemente trata-se de uma trama com bastante luxúria e isso realmente acontece do início até o fim. Cenas de sexo e semi-nudes são presenças marcadas em todos os 18 episódios, e por sinal, os quadros são muito bem produzidos, a coreografia e o desempenho dos atores é muito convincente. Analisando superficialmente veremos um triângulo amoroso, fórmula que já foi explorada trilhões de vezes pela indústria. Porém, dessa vez enxerga-se algo muito mais maduro, até por se tratar de um roteiro em que os atores principais são adultos, fazendo com que seja algo fora do tradicional. Portanto, os conflitos apresentados não são bobos e existem vários fundamentos.

A protagonista Alma (Maite Perroni) é professora em uma universidade. Formada em direito, ela realiza um seminário sobre violência contra mulher, feminicídios, com vários dados e estatísticas que é a base para ententermos e começarmos a pensar no que podemos esperar da série e do que irá tratar ao longo dos episódios. E essa sacada dos roteiristas foi sensacional, trabalhando os espectadores e os envolvendo na estória. Algo que tem sido trabalhado frequentemente em filmes e séries, é a questão de não ter um personagem vilão e/ou não ter uma mocinha, porque, afinal, todos são adorados e odiados em um determinado ponto. Isso foi muito bem explorado em “Desejo Sombrio”. Ninguém ousa a declarar alguém como vilão porém é claro que mais da metade da série descobrimos quem mais se aproxima de um.

Os plot-twists são os pontos altos, pois cada episódio é feito para que se desconfie de todos e de tudo. Como dito anteriormente, existe uma complexidade pois se trata de crime e investigação. Nada surreal ou sobrenatural, mas quem acompanha obras desse gênero, sabe que deve existir um nível de concentração para que se entenda devidamente. É isso o que acontece o tempo inteiro, tem de se prestar atenção para não perder uma ou duas informações que serão necessárias futuramente. E é claro que a série não é um nível “Dark” mas não deixa de ser complexa.

O roteiro é bastante amarrado, a tensão é passada com sucesso. A direção é impecável, e mostra que as produções latino-americanas são muito boas e precisam ser mais valorizadas, além da necessidade de um investimento maior. A escolha do elenco foi excelente, deu para perceber uma comunhão entre os atores e, certamente, a não existência de vários núcleos ajudou muito. Não tem várias tramas secundárias, mas um problema gigantesco com várias consequências envolvendo todos.
Por fim, vale muito a pena assistir e, sem dúvidas, depois de “Narcos” é uma das melhores séries não norte-estadunidense da Netflix.

Desejo Sombrio
Sinopse
Durante a escapada, Alma conhece Dario Guerra, um jovem de 23 anos com o qual se envolve. Ao regressar a casa para junto do marido e filha, Alma está decidida a esquecer o seu lapso, mas a vida dela torna-se num autêntico inferno.
Atuação
Direção
Edição
Roteiro
Trilha Sonora
3.9
Notas
DESCASCANDO AO VIVO!
CURRENTLY OFFLINE