Brasil vence a Sérvia com autoridade e enfrenta o México nas oitavas da Copa do Mundo

O jogo de “vida ou morte” para o Brasil na Copa do Mundo da Rússia teve final feliz para a torcida verde e amarela, maioria dentre os mais de 41 mil presentes ao estádio do Spartak, em Moscou.

Paulinho e Thiago Silva marcaram, Philippe Coutinho voltou a jogar bem, e Neymar começa a dar sinais de que pode crescer na Copa.

Nesta quarta-feira, com um gol em cada tempo, a seleção de Tite venceu a Sérvia por 2 a 0 e se classificou para as oitavas de final na liderança do grupo E. O próximo adversário é o México, em Samara, no dia 2 de julho (segunda-feira).

A derrota eliminou os sérvios, enquanto a Suíça avançou na segunda colocação e terá pela frente a Suécia, no dia 3, em São Petersburgo.

Nos primeiros minutos o Brasil criou duas boas chances em campo com Coutinho e Gabriel Jesus, mas depois a Sérvia começou a melhorar e aparecer com perigo pelos dois lados.

Marcelo sentiu uma lesão e precisou sair ainda com dez minutos de jogo, entrando Filipe Luis em seu lugar.

A pressão sérvia, no entanto, diminuiu, e o Brasil tomou conta da posse de bola. As oportunidades foram aparecendo.

Aos 25, Neymar apareceu pela esquerda e chutou para boa defesa de Stojkovic. Quatro minutos depois, Gabriel Jesus deu lindo corte no defensor, mas foi travado dentro da área.

Até que aos 35 saiu o primeiro gol brasileiro: Philippe Coutinho fez um lançamento espetacular para a infiltração do elemento-surpresa Paulinho, que viu a saída do goleiro sérvio e só deu um toque para encobri-lo.

Outras duas chances foram criadas antes do intervalo, com o Brasil dominando as ações.

A Sérvia voltou empolgada para a etapa final e pressionou a seleção, com Miranda dando um grande susto ao cortar uma bola e quase fazer um gol contra. Alisson tentou cortar um cruzamento, mas mandou a bola na cabeça de Mitrovic, que mandou sem força para encontrar as redes, e Thiago Silva salvou.

Quando o ímpeto baixou, o Brasil voltou à carga e matou o jogo: aos 23 minutos, Neymar cobrou escanteio da esquerda, Thiago SIlva apareceu no primeiro pau e mandou para o fundo das redes. 2 a 0.

O zagueiro do PSG é o segundo mais velho a fazer um gol pelo Brasil em Copas: 33 anos e 278 dias, atrás apenas de Bebeto (34 anos e 138 dias).

A partir daí, a Sérvia pouco chegou ao ataque, e a seleção brasileira continua na luta pelo hexacampeonato.

Agora, o desafio é o México.

Fonte: ESPN Brasil

DESCASCANDO AO VIVO!
CURRENTLY OFFLINE