Frozen II | Crítica

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Análise sobre o filme “Frozen II”, da Walt Disney Pictures (convite da Disney Pictures BR), aqui no site Cebola Verde. Confira a ficha técnica da trama cinematográfica:

Nome: Frozen II

Estreia: 2 de janeiro de 2020 (Brasil) – 1h 44min

Direção: Jennifer Lee, Chris Buck

Elenco de Vozes Originais: Kristen Bell, Idina Menzel, Josh Gad, Jonathan Groff, Sterling K. Brown

Distribuidora: Disney l Buena Vista

Gênero: Animação


Frozen II” mostra muito além de uma aventura infantil, mostra a jornada com evolução e amadurecimento das personagens. Após os eventos do especial de Natal, Elsa (Indina Menzel) e seus poderes estão no ápice, e após invocar seres elementais ancestrais que ouvira em sua infância de seus pais, parte em uma jornada para ajudar seu reino em perigo; além de salvar a Floresta Encantada. Muitas respostas foram esclarecidas neste segundo filme, além de adicionar novas camadas para os personagens do ciclo central da protagonista, ainda mais a Elsa com os seus poderes.

Ao começo, é introduzido a nós a Floresta Encantada, onde passará boa parte do filme, e em como ela foi amaldiçoada. Após um vislumbre do passado, é mostrado a nós, Anna e sua companhia bem felizes e confortáveis, com a vida que estão levando em Arendelle. Ao momento, em que Elsa começa a ouvir uma voz (Aurora), a chamando para além do reino, quando a mesma a seguiu culminando em problemas ao reino por isso. O filme é bonito, tem muitas mensagens inspiradoras e de empoderamento. As músicas são boas e não perderam a qualidade quando foram localizadas. O filme brinca com Frozen I, e continua com a história trazendo questões como amadurecimento, auto descobrimento e luto. O único porém é a quebra da seriedade, com piadas do Olaf como alívio cômico.

Notas
  • Atuação
  • Direção
  • Edição
  • Roteiro
  • Trilha Sonora
4.4

Sinopse

De volta à infância de Elsa e Anna, as duas garotas descobrem uma história do pai, quando ainda era príncipe de Arendelle. Ele conta às meninas a história de uma visita à floresta dos elementos, onde um acontecimento inesperado teria provocado a separação dos habitantes da cidade com os quatro elementos fundamentais: ar, fogo, terra e água. Esta revelação ajudará Elsa a compreender a origem de seus poderes.

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR