Darkside Books: mais um livro da editora é adaptado para o audiovisual

12 de outubro de 2019

Publicado por Volney Tolentino

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Tuíte isso
Compartilhar no whatsapp
Enviar no Whatsapp

‘Samurai Shirô’, HQ de Danilo Beyruth, vira filme dirigido por Vicente Amorim com Rhys Meyers.

O rei Henrique VIII, da série “The Tudors”, o Chris Wilton, de “Match Point” (Woody Allen), e o ganhador do Globo de Ouro pela minissérie Elvis (no papel-título), Rhys Meyers,  é o protagonista da versão cinematográfica de “Samurai Shirô”, HQ de Danilo Beyruth lançada pela Darkside Books. Este é o segundo livro nacional da editora a ser transformado em obra audiovisual. Em setembro, a Netflix anunciou a versão para série do livro policial “Bom Dia, Verônica”, da dupla Ilana Casoy e Raphael Montes.

  • Danilo possui um olhar cinematográfico natural. É um narrador hábil e objetivo, dono de um traço maduro e internacional – diz Christiano Menezes, sócio e diretor editorial da Darkside Books.

A HQ de Beyruth será vertida para o cinema sob a direção de Vicente Amorim e a produção da Filmland International. A notícia foi publicada esta semana na Variety (leia aqui) e já está na lista de produções do IMDB (confira) com o título internacional “Yakuza Princess”, com lançamento previsto para 2020. Também está no elenco a cantora e atriz nipo-americana Masumi.

  • A adaptação para filme é um processo engraçado porque, de repente, a história que saiu da sua cabeça se transforma em imagens em movimento. O que era uma visão minha passa pelo filtro não só do diretor, o Vicente Amorim, mas também pela atuação dos atores, por toda a equipe que colabora com o filme e se transforma em algo novo. Estou muito animado com o projeto e muito confiante com o que tenho visto – conta Beyruth.

  • Normalmente, adaptando quadrinhos ou literatura, a obra escrita é o ponto de partida. Com o Danilo, por causa do seu domínio sobre a construção dramática e a textura, ele nos mostra já a linha de chegada – elogia Amorim.

© 2020. Cebola Verde - "Versão 4.0: Cebolovers" / Developed by Mattz

DESCASCANDO!
CURRENTLY OFFLINE