Doutor Estranho | Crítica

Análise sobre o filme Doutor Estranho da Marvel Studios, aqui no Cebola Verde. Confira a ficha técnica do filme:

Nome do Filme: Doutor Estranho (Doctor Strange)

Estreia: 03 de novembro de 2016 (Brasil)

Direção: Scott Derrickson

Elenco: Benedict Cumberbatch, Chiwetel Ejiofor, Tilda Swinton, Rachel McAdams, Mads Mikkelsen, Benedict Won

Distribuidora: Disney / Buena Vista


Doutor Estranho traz aos fãs a magia que faltava no Universo Marvel, tanto no quesito literário, quanto de diversão! Efeitos especiais, o humor em momentos certos, sentimentos e frases de efeitos que se encaixaram perfeitamente com a trama.

O filme teve seu marketing aqui no Brasil, praticamente em cima da hora e os que já acompanham/seguem o trabalho de filmes de super heróis, sabiam do mesmo antes, entretanto com um certo desanimo quando era referido ao assunto, por não conhecer o Doutor Estranho ou até mesmo pelo que foi exibido nas telonas esse ano. Com toda certeza, o filme não se restringe somente aos amantes de quadrinhos ou fiéis do Universo Cinematográfico da Marvel, mas sim, a meta é atingir um novo público e pode se dizer que foi feita com êxito! E o Mago Supremo conseguiu deixar qualquer um de boca aberta. A história é super envolvente e consegue prender o público.

Começamos pelo personagem principal, de um elenco pequeno e competente, Benedict Cumberbatch. Não é a toa que o cara é o melhor Sherlock Holmes! Ele interpretou muito bem Stephen Strange, um neurocirurgião egoísta, onde só ele tem a capacidade de acertar tudo (em tese). As expressões e os sentimentos são passados com clareza; também seu auto altruísmo de médico é destacado. Vale ressaltar a incrível semelhança com Tony Stark, arrogante e rico. Fora o jeitão do Thor, mandado para a Terra para aprender a ser humilde (característica análoga). A anciã, interpretada por Tilda Swinton, passa uma sensação de chefe totalmente diferente do que foi visto antes em algum filme da Marvel.

Marvel's DOCTOR STRANGE..Doctor Stephen Strange (Benedict Cumberbatch)..Photo Credit: Film Frame ..©2016 Marvel. All Rights Reserved.

O lado negro consegue ser bom e convincente. A ideia parece ser familiar, onde o vilão Kaecilius, interpretado por Mads Mikkelsen, é persuadido/controlado por Dormammu a fazer o mal aqui na Terra, o que é almejado por sua sede de conquistar planetas. Lembrou de alguém? Sim, Ronan e Thanos. E Kaecilius consegue ser melhor que o ‘Acusador’. Aquele problema que a Marvel tem de vilões fracos e sem força, a falta de uma ideologia convincente, é totalmente descartada no filme.

Enfatizamos os efeitos especiais do filme, a famosa computação gráfica (CGI), que é extraordinário! Só não é perfeito, pois em alguns momentos de luta, parecia algum defeito visual (a pessoa que vos escreve conferiu em modo normal, o que é recomendado assistir em 3D ou especificamente em IMAX). Acreditamos que seja o melhor CGI da Marvel até agora, desbancando até mesmo o Capitão América: Guerra Civil, a luta do aeroporto.

O enredo é ótimo. A introdução de Stephen Strange é espetacular, as cenas de lutas, o clímax e seu desfecho acompanha perfeitamente. Gostaríamos de ter visto mais de seu treinamento mágico, ficou aquele gostinho de quero mais. Postamos aqui sobre a regravação de algumas cenas para a adição de humor no filme. Algo que chegou a preocupar um pouco. Porém, as piadas foram sensacionais e também não foram forçadas (somente uma com o Won, não entraremos em qual por ser spoiler).

stephen-strange-1

Caso você não conheça o Doutor Estranho suficiente para entender as referências ao longo filme, não tem problema! Postaremos mais a frente sobre tais que te deixará super informado, não perca! Lembrando também que o filme tem duas cenas pós-créditos!

Quem buscou o entretenimento e diversão nos cinemas com Doutor Estranho, conseguiu. Aliás, pode se dizer que foi um dos melhores filmes de super heróis do ano com toda certeza. Ele sai do padrão Marvel de ser e amplifica os horizontes para seu novo público. A dúvida de quem é o Doutor Estranho passou e iremos respeitar mais ainda o Mago Supremo.

Volney Tolentino

Designer Gráfico, Editor, Técnico de Mecânica Industrial, Nerd, Geek, Hipster Incubado, Fundador da Wing_Storm Entertainment, Protestante, Torcedor do New England Patriots, Los Angeles Lakers e Clube de Regatas do Flamengo e Dono na Thyskens Productions.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE