Dilemas e alegrias do cotidiano são temas do EP da Teorias do Amor Moderno

“Trilátero” marca reinvenção da banda paulista.

As múltiplas definições do afeto são abordadas nas canções da banda Teorias do Amor Moderno, que se reinventa como power trio no EP “Trilátero”. O nome reflete a nova formação do projeto, onde seus três integrantes se completam com medidas iguais, para que a música aconteça.  Gravado, mixado e masterizado por Lisciel Franco, o novo álbum está disponível nas plataformas de música digital.

Ouça o EP “Trilátero”: smarturl.it/TeoriasTrilatero

Baseada em Santo André e atualmente formada por Larissa Alves (vocal e guitarra), William Sales (baixo e backing vocal) e Maurício Rios (bateria), a banda faz um rock alternativo moderno e pop. Com 11 anos de estrada, a Teorias vive um recomeço neste novo trabalho.

“A formação do nosso último single contava com cinco integrantes, e desde agosto de 2017 tivemos a decisão de seguir como um power trio. E foi um grande desafio encarar esse novo formato, porque eu não era guitarrista. Quando tocava, era uma ou outra música em shows e assumir a guitarra foi quase que assustador no começo, nunca havia pisado em um pedal na vida”, se diverte Larissa.

Cantora, compositora e musicista, ela teve seu primeiro contato com a música ainda na infância, quando cantava ao lado da mãe organista. Aos 13 anos começou a tocar, fez parte das bandas The Disease e Meras Mortais até chegar na Teorias, onde divide seus sentimentos em forma de canções.  Ao lado dela está o baixista William Sales, que estudou no Conservatório Musical Ibirapuera em São Paulo e toca contrabaixo desde seus 14 anos. E na bateria, Mauricio Rios. Ele é baterista desde os 11 anos e descobriu seu talento quando fez a sua primeira apresentação tocando com os seus dois irmãos mais velhos, que foram os grandes responsáveis por fazê-lo entrar no mundo da música. Eles contam com uma discografia formada pelo EP homônimo (2013) e pelo single “Obrigada, não!” (2016).

Chamando atenção para essa nova fase está o single “Ao Amor”, escolhido como música de trabalho do EP. A faixa ganhou um clipe recentemente, traduzindo em imagens o seu compromisso com diversidade e empatia por pessoas e amores das mais variadas formas.

“Trilátero” foi gravado no estúdio ForestLab, em Petrópolis (Rio de Janeiro) de modo analógico, em fita, sem plugins, sem edições e com o som mais próximo possível do que é a Teorias ao vivo.

“Por ser a primeira gravação como trio, era de extrema importância nos ouvirmos de forma real. Então esse EP, pra nós, é como se fosse a nossa ‘verdade absoluta’. Optamos por fazermos esse trabalho orgânico, e agora podemos afirmar que essa é melhor identificação que tivemos como formação, por ouvirmos os sons reais de nossos instrumentos e da minha voz. Enfim, somos nós”, conclui Larissa.

Volney Tolentino

Jovem dinâmico, que detém o poder central dos Cebolas Verdes; Um clã no interior (sigilo) da imensa África Subsaariana. Sua missão é fazer o bem como designer, crítico de cinema, professor de inglês e amante esportivo.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE