Barcamundi transforma ações cotidianas em lúdicas no clipe “Amor Concreto”

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Faixa estará no próximo álbum da banda, previsto para 2019.

Tomar banho e café da manhã, ouvir música, assistir TV. Ações cotidianas como essas ganham novas cores no clipe “Amor Concreto”, da banda fluminense Barcamundi. Prestes a lançar seu segundo disco de estúdio, o grupo apresenta uma canção cheia de nuances que já antecipa a sonoridade do trabalho, produzido pelos próprios músicos ao lado de Hugo Noguchi (Ventre, Posada e o Clã).

O vídeo traz uma interpretação lúdica do dia-a-dia para um arranjo que explora as mais variadas texturas – uma constante no novo álbum da Barcamundi, já revelada em singles como “Leito Frio” e “Mãe”. A letra do guitarrista João Barreira é quase uma poesia concreta em si, um experimento em versos quebrados traduzidos em um instrumental que brinca com os mais variados elementos.

“O conceito do clipe veio de uma busca por representar o contraste entre o ritmo urbano, o cotidiano, as estruturas que a gente cria e o ritmo mental, mais criativo e mais fluído. Há também o diálogo com a música que tem uma melodia mais repetitiva, representando essas estruturas, enquanto a letra usa uns jogos de palavras retratando uma complexidade humana. O arranjo mescla bem os ritmos urbanos com elementos mais orgânicos, alternando os momentos entre a fluidez das coisas humanas e a dureza das coisas que a gente constrói”, reflete a banda.

Muitos elementos presentes em “Amor Concreto” fazem parte da estética do álbum como um todo: ruídos, experimentações com instrumentos orgânicos, bateria com levadas pouco convencionais, arranjos em constante mudança e a temática das letras. Apresentando a pluralidade de atmosferas criadas no disco, essa versatilidade é um sinônimo na Barcamundi nesses cinco anos de carreira.

Dessa forma, “Amor Concreto” se torna a expressão do tema central do álbum: a distância. Explorando o efeito do meio urbano e a alienação provocada pelas estruturas que nós mesmos erguemos, a Barcamundi transforma em canção e lirismo as ânsias de toda uma geração.

O vídeo dirigido por Thiago Saramago põe em cena os atores Azul e Julia Oristanio, oferecendo uma nova interpretação à canção. “Amor Concreto” foi anteriormente divulgada como parte do projeto Revoada, ao lado da banda Gragoatá, em formato de sessão ao vivo.

O grupo formado por Gabriela Autran (escaleta, synth e backing vocal), Gil Navarro (bateria), João Barreira (voz, violão e guitarra), Leon Navarro (guitarra, pífano, clarinete, escaleta, marimbau e backing vocal), Matheus Ribeiro (guitarra e trompete) e Pedro Chabudé (baixo) iniciou a trajetória em 2013 em Niterói (RJ) e, em 2015, lançou o disco de estreia, homônimo. As canções chamavam atenção por seus arranjos múltiplos, caminhando entre a MPB setentista e o britpop e indie rock dos anos 90 e 2000, ao mesmo tempo em que flertavam com o folk e o pop.

Após passar por alguns dos principais palcos do Rio de Janeiro e colher elogios na mídia especializada, a Barcamundi ampliou sua discografia em 2016 ao lançar o EP audiovisual “Revoada”.

Já em seu novo disco, a banda divide a produção com Hugo Noguchi, instrumentista de grupos como Posada e o Clã, SLVDR e Ventre, e produtor dos bem recebidos álbuns de Luíza Boê e Contando Bicicletas. Além da produção musical, Noguchi também assina a mixagem. O novo disco da Barcamundi está previsto para o primeiro semestre de 2019.

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR