Banda alemã Giant Rooks mira no indie cosmopolita no EP “Wild Stare”

Lançamento do grupo sai pelo selo RecordJet.

Nome promissor na sua natal Alemanha e nome em ascensão na cena europeia, a Giant Rooks dá um salto em busca de novos ouvidos no EP “Wild Stare”. Com um indie rock reflexivo, ora com uma crueza sonora, ora com clima de música de estádio, a banda eleva seu som cosmopolita a outro patamar no novo trabalho. O EP é um lançamento do selo RecordJet e está disponível em todas as plataformas de música.

Ouça “Wild Stare”: https://lnk.to/Wild_Stare

Atualmente baseada em Berlim, a Giant Rooks nasceu em 2015 na pequena cidade de Hamm. Formada pelo cantor Frederik Rabe, o guitarrista Finn Schwieters, o baixista Luca Göttner, o tecladista Jonathan Wischniowski e o baterista Finn Thomas, todos na casa dos vinte anos, a banda acumula nesses primeiros anos de estrada um EP com sucesso de crítica em seu país (“New Estate”, de 2017), o prêmio Pop NRW Award, turnês com bandas como The Temper Trap e Mighty Oaks, shows em diversos países e em festivais por toda a Europa.

Agora eles querem expandir as fronteiras e preparar caminho para o disco de estreia com o EP “Wild Stare”. O registro mostra diferentes facetas da banda, seja na explosiva faixa-título, na roqueira “100 mg”, com inspiração em bandas britânicas, ou na intimista balada com ritmo crescente “King Thinking”.

O EP foi produzido por Jochen Naaf, exceto “100 mg” que teve produção de Naaf e Markus Ganter. A masterização é assinada por Robin Schmidt (24-96 Mastering). “Wild Stare” está disponível em todas as plataformas de streaming de música.

Volney Tolentino

Jovem dinâmico, que detém o poder central dos Cebolas Verdes; Um clã no interior (sigilo) da imensa África Subsaariana. Sua missão é fazer o bem como designer, crítico de cinema, professor de inglês e amante esportivo.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE