Rock in Rio 2019: Faltam 3 dias! Tudo pronto para começar a maior edição de todos os tempos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Serão 17 espaços de atrações, mais de 300 shows e 700 mil pessoas ao longo dos sete dias de evento.

O Rock in Rio é o maior festival de música e entretenimento do mundo e está planejando mais uma edição memorável na Cidade do Rock. Será a 8º edição do festival no Brasil, a vigésima no mundo, que já passou por Portugal, onde ainda é realizado, Espanha e Estados Unidos. O evento, que acontece nos dias 27, 28, 29 de setembro e 3, 4, 5 e 6 de outubro, no Parque Olímpico, na Barra, está ainda maior, com 60 mil m² a mais de área útil para o público presente, chegando em 385 mil m². Para a edição de 2019, serão 14 horas de diversão, com os portões abrindo às 14h e fechando às 4h. Assim como os principais parques temáticos do mundo, a Cidade do Rock terá uma nova planta circular, permitindo que o visitante passeie em fluxo contínuo.

A programação musical começa antes da entrada, onde o público será recebido com as atrações dos Palcos Cariocas. A partir dos portões, será possível desbravar um mundo de experiências começando pela NAVE- Nosso Futuro é Agora, Fuerza Bruta e Gameplay Arena. Logo em frente estarão a Rota 85, que terá o Palco Highway, o New Dance Order, a Rock District, o Espaço Favela, a Rock Street Asia, o Palco Supernova, a Gourmet Square e a Área Vip, além dos palcos Mundo e Sunset e dos brinquedos que completam este complexo de diversão (Montanha Russa, Mega Drop, Roda Gigante e Tirolesa). Ao longo dos sete dias de evento, serão mais de 300 shows para o público curtir. E engana-se quem pensa que a diversão acaba junto o último show do Palco Mundo. Após a apresentação do headliner, o Palco Sunset volta a funcionar com as atrações do Jam Sessions by Heineken. Já quem preferir esticar a noite dançando, poderá aproveitar o New Dance Order que segue até as 4h.

Atrações para todos os gostos e idades na Cidade do Rock

Começando pelo Palco Mundo, grandes nomes internacionais e nacionais subirão no gigante do Rock in Rio. Para encerrar cada uma das noites, o evento receberá: Drake (27/09), Foo Fighters (28/09), Bon Jovi (29/09), Red Hot Chili Peppers (03/10), Scorpions (04/10), P!nk (05/10), Muse e Imagine Dragons (06/10). Já no Palco Sunset, o espaço dos encontros inéditos e memoráveis estarão Seal e Xenia França (27/09), Whitesnake (28/09), Jessie J (29/09), um encontro intitulado Hip Hop Hurricane (reunindo Rael, Agir, Baco Exu do Blues e Rincon Sapiência, embalados pela Nova Orquestra), além do dia do Metal (04/10) com apresentações de tirar o fôlego de Slayer (em sua turnê de despedida), o americano Charlie Puth (05/10) e os ingleses do King Crimson (06/10).

A música promete contagiar desde a entrada. Estrategicamente posicionados, os Palcos Cariocas terão oito artistas independentes durante toda a tarde fazendo um aquecimento do público. Dentro da Cidade do Rock, o novo palco Supernova trará 35 atrações de novos expoentes da música em um lugar privilegiado com vista para toda a Cidade do Rock.

Os novos Espaço Favela e New Dance Order entrarão para a história do evento. O primeiro, um conteúdo totalmente inédito e desenvolvido a partir de uma larga curadoria, amplifica as potências musicais das favelas. Serão 22 atrações nos sete dias de evento. O espaço funcionará a partir das 14h30. Já o New Dance Order, antiga Eletrônica, chega com um conteúdo focado na música de pista. Com horário ampliado e seguindo até as 04h da madrugada, o palco será composto por 64 atrações, que se apresentarão a partir das 16h.

A Rota 85 também fará sua estreia no circuito na Cidade do Rock. Inspirado na icônica Rota 66, que cruza oito estados americanos, o espaço celebrará a história do festival, desde a primeira edição em 1985 até a atual, e lançará o Palco Highway. As bandas Cash Crash, Os Caras e Carol e JP Bonfá trarão Rock & Country Blues para embalar a nova área.

Já a famosa Rock Street trará a pluralidade cultural do continente asiático, em 200 metros de extensão. A Rock Street Asia terá templos, palácios, danças populares da Índia, músicos da Coreia do Sul e China, entre outras apresentações, além de grandes nomes da música asiática que estarão no palco da rua, que se tornou a queridinha do público desde 2011.

No Rock District, o público verá releituras de clipes emblemáticos da música mundial em coreografias leves e descontraídas pelos artistas da Cia. Nós da Dança. No palco, nomes consagrados vão apresentar o lado B de suas carreiras. Uma ótima oportunidade para os fãs se aproximarem dos artistas e saberem mais sobre seus gostos e influências. Entre os nomes confirmados estão: Dinho Ouro Preto, Rogério Flausino e Sideral, Kisser Klan entre outros.

Do velódromo às arenas, um circuito inédito com novas atrações. Em co-criação com a Natura, a NAVE – Nosso Futuro é Agora, ocupará o velódromo olímpico em uma experiência que utilizará música, arte e beleza com o propósito de provocar um novo olhar para o mundo e conectar as pessoas para promover transformação.  Será uma experiência imersiva, totalmente lúdica e sensorial. O espaço terá a maior projeção da América Latina em uma tela de 5,4 mil m². Já o espetáculo argentino Fuerza Bruta levará para o Rock in Rio uma apresentação inédita desenvolvida para o evento.  Serão cinco apresentações diárias de 30 minutos. E a Oi Game Play Arena by Game XP no Rock in Rio terá experiências no universo gamer.

Gastronomia

Na Cidade do Rock serão muitas opções para se deliciar durante todo o festival. As marcas já confirmaram presença e levarão o melhor do seu cardápio para o público. Nas laterais dos palcos Mundo e Sunset: Bob’s, Domino’s, Habib’s e Ragazzo. Em pontos do evento, como Rock Street Asia, Rock District , lounges de descanso e outros: Batata no Cone, Meu Boteco, Big Daddy’s, Muy Amigo, Geneal, Nissin, Benkei, Las Empanadas, Cheia de Graça, Casa do Pão de Queijo, Hot’n Tender, Panino, Vulcano, Coca-Cola, três “Beer Station” da Heinekein e seus vendedores ambulantes, além de Doritos que também vai operar com vendedores ambulantes.

Para os que gostam de uma culinária diferenciada, a Gourmet Square é o espaço ideal. São mais de mil metros quadrados de ambiente climatizado, com 13 lojas e um bar. O público poderá encontrar lá diversos expositores, como: Hot Dog Club, Cão Véio, Curadoria, Tragga, Filhos da Mãe, Ella, Irajá e Al Fresco, Ojo e Frederic Monnier, Kátia Barbosa do Aconchego Carioca e Naga. A Seara estará promovendo degustação pontual de seus produtos. Para refrescar, as cervejas pielsen e artesanal, e o chopp Einsenbahn, estarão disponíveis para compra.

No Espaço Favela, mais delícias! Ao todo, 18 empreendedores de comunidades cariocas foram escolhidos em parceria com o Sebrae e terão seus produtos vendidos nos três bares que compõem o Espaço. Os quitutes serão os mais variados: croquete de abóbora com carne seca, risole de rabada com agrião, bolinhos de feijoada, tapioca, aipim com carne moída, carne com recheio de queijo, dadinho de tapioca, enroladinho de salsinha e até acarajé vegano etc. Palha Italiana e brigadeiro gourmet são algumas opções que adoçam o cardápio todos os dias.

Rock in Rio em números

O Rock in Rio traz para esta edição 17 espaços de atrações, seis a mais que na edição anterior. O festival vai funcionar por 14 horas diariamente, abrindo sempre às 14h e fechando às 4h da manhã.  As 100 mil pessoas que passarão diariamente pelo festival, poderão conhecer seis novos espaços: a arena NAVE- Nosso Futuro é Agora, Rota 85 que terá o Palco Highway, New Dance Order, Espaço Favela, Fuerza Bruta e o Palco Supernova.

Para fazer o Rock in Rio, são necessários mais de 30 mil kva de energia elétrica, que é o equivalente ao suficiente para iluminar uma cidade de 50 mil habitantes. O festival tem mais de 10 mil toneladas de equipamentos e 120 quilômetros de cabos de som, vídeo e força. Pela Cidade do Rock, 56 km de fibra ótica da OI para atendimento de toda a operação de tráfego de dados.

Somados os balcões da área de alimentos e bebidas será quase meio quilometro, em um total de 80 lojinhas de comidas e outras tentações, como de produtos licenciados. Na edição anterior, mais de 120 mil pessoas passaram pela Gourmet Square.

No quesito conforto o capricho foi ainda maior, chegando a quase mil o número de banheiros em todo o evento, todos ligados a rede pública de esgoto, sem improvisos de banheiros químicos. Para não ter lixo no chão, são 2 mil latas de lixo e um programa de beneficiamento de resíduos via cooperativas.

Ingressos

O público que comprou ingressos para o Rock in Rio e optou por retirada em ponto físico pode pegar as pulseiras em um stand da ingresso.com dentro da Estação de Metrô Carioca, no Centro do Rio de Janeiro. Até o dia 26 de setembro a retirada dos ingressos está sendo feita mediante agendamento e ocorre de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, e aos sábados, das 10h às 15h.

Após esta data, a partir do dia 27 de setembro (primeiro dia de evento) a retirada dos ingressos será realizada somente na bilheteria localizada na entrada da Cidade do Rock.

O Rock in Rio sugere uma série de artigos que valem a pena levar para a Cidade do Rock

O público do Rock in Rio precisa estar atento ao que pode ou não entrar no festival. O importante é ficar confortável, por isso, será possível levar mochilas e bolsas com itens indispensáveis para curtir um dia inteiro na Cidade do Rock.

Durante o dia, protetor solar, óculos escuros e boné são uma boa pedida. Ao entardecer o clima tende a esfriar, o ideal é não esquecer o agasalho. Em caso de chuva, a melhor forma de se proteger é com uma capa. Os guarda-chuvas não serão permitidos.

Para garantir os likes nas redes sociais, não faltarão alternativas para registros divertidos. Desde o tênis gigante da Rota 85, relembrando a primeira edição do festival, ao tradicional click com o Palco Mundo ao fundo. Para não perder nenhum momento será permitida a entrada do carregador de celular e câmera semiprofissional.

Dentro do Rock in Rio terão muitas opções de gastronomia. Os que optarem por levar o próprio lanche poderão entrar com produtos industrializados (biscoitos, barras de cereal). Frutas cortadas e sanduíches só serão permitidos lacrados em embalagens transparentes tipo “saquinho zip”. O limite é de cinco unidades por cada pessoa, de forma que não configure comercialização.

Uma lista de itens permitidos ou não está disponível no site do evento: www.rockinrio.com.br

Atenção: O que não pode entrar na Cidade do Rock

Considerando a segurança dos consumidores, não é permitida a entrada de objetos que possam ser considerados perigosos, tais como: garrafas de qualquer gênero, tamanho ou material (exemplos: garrafas de água mineral, “squeezes”, etc), exceto garrafas plásticas para consumo de água, desde que sem tampa. A tampa poderá ser retirada pela segurança na entrada ou em qualquer local do evento (vide item 7 sobre bebedouros); embalagens rígidas e com tampa (exemplo: potes de plásticos do tipo “tupperware”); latas; capacetes; máscaras; armas de fogo ou armas brancas de qualquer tipo (facas, canivetes, etc); cadeiras/banquinhos; guarda-chuvas; objetos pontiagudos; objetos perfurantes ou cortantes (tesoura, estiletes, pinças, cortadores de unha); fogos de artificio, dispositivos explosivos, sinalizadores e aparatos incendiários de qualquer espécie; objetos de vidro, plástico ou metal (perfumes, cosméticos, inclusive desodorantes de qualquer tipo, pasta ou escova de dente); bebidas (em qualquer tipo de recipiente); skate, bicicleta ou qualquer tipo de veículo motorizado ou não; isopor, cooler ou qualquer tipo de utensílio para armazenagem; bastão de selfie (extensor para tirar auto-retrato); itens que possam ser utilizados para marketing de emboscada; substâncias venenosas e/ou tóxicas, incluindo drogas ilegais; bandeiras ou cartazes contendo mensagens ou símbolos com divulgações comerciais.

Não será permitido o acesso com alimentos que representem intuito de comercialização ou que possam representar riscos à segurança. Será considerado um limite de até 05 (cinco) itens por pessoa, dando-se preferência a: (a) alimentos industrializados devidamente lacrados (exemplos: biscoitos, torradas, barras de cereal etc); (b) frutas cortadas e acondicionadas em embalagem transparente e não rígida, do tipo “Zip Lock”; e (c) sanduiches acondicionados em embalagem transparente e não rígida, do tipo “Zip Lock”. Qualquer quantidade que exceder este limite poderá ser descartada na entrada do evento.

Não é permitida a entrada de animais na Cidade do Rock, exceto cães guia devidamente identificados que visem a atender portadores de deficiência visual.

Turismo

Cerca de 60% do público que estará no evento vem de fora do estado do Rio de Janeiro, o que movimentará positivamente a cidade com relação ao turismo. A rede hoteleira carioca já está a todo vapor para esta edição do Rock in Rio. De acordo com a ABIH, os números atuais (agosto/2019) mostram que a taxa de ocupação dos hotéis já está em 78% no primeiro final de semana do festival e 79%, no segundo, para a Barra da Tijuca, região onde o evento é realizado, e em torno de 80% para o restante do Rio de Janeiro – capital.

Segundo estudos da Fundação Getúlio Vargas, o impacto econômico do Rock in Rio para a Cidade do Rio está estimado em R$1,7 bilhão. Em 2017, este número chegou a R$ 1,4 bilhão.

Transporte

Para a edição deste ano do Rock in Rio, o público pode contar com um amplo esquema de transporte para chegar e sair da Cidade do Rock. BRT, Metrô Rio e Primeira Classe montaram um esquema especial para atender o público de 700 mil pessoas que irá ao festival nos dias de evento.

O MetrôRio montou uma operação especial para quem for ao Rock in Rio. Em todos os dias do festival, a estação Jardim Oceânico (Barra da Tijuca), que faz integração com o BRT, ficará aberta 24 horas para embarque e desembarque. Já as outras estações do MetrôRio funcionarão durante a madrugada, mas somente para desembarque.

Durante toda a operação especial para o festival, será permitido o embarque com os cartões unitários do MetrôRio e com os cartões RioCard Mais. O valor da passagem unitária é R$ 4,60. Porém, para acessar a integração com o BRT, o cliente deverá ter em mãos um cartão RioCard Mais carregado com saldo suficiente para a ida e volta.

O transporte Primeira Classe foi um sucesso nas edições passadas e esse ano o evento continuará a oferecer o serviço para o público. Em trajeto feito em ônibus executivo, partindo de 17 pontos, a opção é umas das confortáveis, sem paradas e que deixa os clientes em uma entrada especial dentro da Cidade do Rock. A volta acontece da mesma forma, saindo direto do parque. A tarifa foi mantida desde a última edição: R$ 100 com direto a ida e volta. A venda está aberta com vagas limitadas no site http://transporteprimeiraclasse.com.br/. O Rock in Rio acontece nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 3, 4, 5 e 6 de outubro na Cidade do Rock, na Barra da Tijuca.

 

Acessibilidade no Rock in Rio

Com o objetivo de oferecer experiências inesquecíveis para todos os públicos, o Rock in Rio investe em um formato de total acessibilidade desde a edição de 2017, com reconhecimento do público específico e dos veículos de imprensa. Para esta edição, a ideia é tornar o atendimento ainda melhor com um plano de rotas, plataformas e interatividade, possibilitando o máximo aproveitamento de cada atração da Cidade do Rock pela Pessoa com Deficiência (PCD). A grande novidade fica por conta do App Veever que auxiliará deficientes visuais na locomoção pelas diversas atrações do festival.

O serviço de microlocalização, operado por meio da tecnologia de beacon, será utilizado pela primeira vez em um festival. Ele fornecerá informações de dentro da Cidade do Rock de forma a orientar no deslocamento de pessoas com necessidades especiais. O aplicativo também tem a função de descrever o ambiente, basta posicionar o celular na direção desejada. O usuário que direcionar o aparelho para o Palco Mundo, por exemplo, pode conferir as próximas atrações e saber mais sobre a estrutura do espaço via audiodescrição. Para usar o serviço, é preciso instalar o Veever e mantê-lo conectado durante a permanência no evento.

Pisos e mapas táteis também serão instalados em locais estratégicos, indicando onde cada atração está localizada. Para quem quiser curtir os shows do Palco Mundo ou o espetáculo do grupo argentino Fuerza Bruta, basta adquirir o serviço de audiodescrição.

Além disso, as plataformas dos palcos Mundo, Sunset e do novo espaço New Dance Order vão garantir boa visibilidade das apresentações e estarão acessíveis desde a abertura dos portões até o encerramento das atrações. Nesta edição, o espaço dedicado ao Palco Mundo, que apresenta lotação completa durante todos os dias de festival, será ainda maior. No Espaço Sinta o Som, plataforma próxima às caixas de som do mesmo palco, será possível sentir a vibração dos equipamentos, fazendo com que a música seja experimentada para além da audição. O evento conta ainda com intérprete em libras, inclusive em alguns shows.

O público PCD também pode vivenciar as experiências dos brinquedos da Cidade do Rock. Para os cadeirantes, a roda gigante conta com uma cabine acessível. Já a tirolesa usa uma cadeira motorizada para facilitar a subida das escadas da torre. A montanha-russa e o mega drop também terão cadeiras que vão auxiliar no acesso. Outra atração que está de volta é o jogo de realidade Livre Go. Sucesso no Rock in Rio 2017 e na Game XP 2018, ele permite que os participantes com e sem deficiência se enfrentem em uma corrida com o Kit Livre. Seja qual for a escolha, a diversão está garantida.

Para facilitar a locomoção entre as principais atrações do Rock in Rio, os carrinhos de golfe com rampa e espaço para cadeiras de rodas podem ser solicitados. A Cidade do Rock foi estruturada com 22 banheiros acessíveis e unissex de uso exclusivo para pessoas com deficiência. Todos os restaurantes contam com balcões rebaixados para atendimento prioritário– na Gourmet Square, serão oferecidas mesas exclusivas.

Durante o Rock in Rio, também será disponibilizado um serviço de transporte exclusivo ao público PCD e um acompanhante, saindo da estação BRT e do Shopping Metropolitano Barra em direção ao festival. Quem tiver o cartão de estacionamento para vagas especiais pode solicitar entrada no estacionamento exclusivo via e-mail: acessibilidade@rockinrio.com.

O centro de serviços PCD vai ser o ponto de informações, apoio e atendimento ao segmento nos dias de festival. Nele estarão a oficina para reparar possíveis danos em cadeira de rodas; o ponto de retirada do Kit Livre, equipamento que se adapta a cadeira de rodas, tornando-se um triciclo elétrico; a base de empréstimo de cadeira de rodas e o ponto de apoio para cão guia. Todos os serviços são gratuitos.

O projeto para esse público tem como objetivo não só garantir a acessibilidade no espaço físico da Cidade do Rock com conforto e segurança, mas também proporcionar uma experiência única para a pessoa com qualquer tipo de deficiência ou mobilidade reduzida. São classificados como PCD usuários de cadeira de rodas, deficientes físico, auditivo, visual e intelectual. A equipe também é instruída para dar suporte à outras necessidades especiais, como gestantes, idosos, lactantes, obesos e pessoas com mobilidades reduzidas.

A solicitação de atendimento diferenciado será feita no momento do cadastro do ingresso, no qual cada pessoa deve especificar a necessidade para que a organização do evento possa se preparar previamente para atender às solicitações. Durante o festival, o público PCD receberá uma pulseira de identificação que permitirá o acesso às plataformas, aos banheiros de uso exclusivo e às filas prioritárias nos brinquedos.

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR