Rock in Rio 2019: Faltam 3 dias! Tudo pronto para começar a maior edição de todos os tempos

24 de setembro de 2019

Publicado por Volney Tolentino

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Tuíte isso
Compartilhar no whatsapp
Enviar no Whatsapp

Serão 17 espaços de atrações, mais de 300 shows e 700 mil pessoas ao longo dos sete dias de evento.

O Rock in Rio é o maior festival de música e entretenimento do mundo e está planejando mais uma edição memorável na Cidade do Rock. Será a 8º edição do festival no Brasil, a vigésima no mundo, que já passou por Portugal, onde ainda é realizado, Espanha e Estados Unidos. O evento, que acontece nos dias 27, 28, 29 de setembro e 3, 4, 5 e 6 de outubro, no Parque Olímpico, na Barra, está ainda maior, com 60 mil m² a mais de área útil para o público presente, chegando em 385 mil m². Para a edição de 2019, serão 14 horas de diversão, com os portões abrindo às 14h e fechando às 4h. Assim como os principais parques temáticos do mundo, a Cidade do Rock terá uma nova planta circular, permitindo que o visitante passeie em fluxo contínuo.

A programação musical começa antes da entrada, onde o público será recebido com as atrações dos Palcos Cariocas. A partir dos portões, será possível desbravar um mundo de experiências começando pela NAVE- Nosso Futuro é Agora, Fuerza Bruta e Gameplay Arena. Logo em frente estarão a Rota 85, que terá o Palco Highway, o New Dance Order, a Rock District, o Espaço Favela, a Rock Street Asia, o Palco Supernova, a Gourmet Square e a Área Vip, além dos palcos Mundo e Sunset e dos brinquedos que completam este complexo de diversão (Montanha Russa, Mega Drop, Roda Gigante e Tirolesa). Ao longo dos sete dias de evento, serão mais de 300 shows para o público curtir. E engana-se quem pensa que a diversão acaba junto o último show do Palco Mundo. Após a apresentação do headliner, o Palco Sunset volta a funcionar com as atrações do Jam Sessions by Heineken. Já quem preferir esticar a noite dançando, poderá aproveitar o New Dance Order que segue até as 4h.

Atrações para todos os gostos e idades na Cidade do Rock

Começando pelo Palco Mundo, grandes nomes internacionais e nacionais subirão no gigante do Rock in Rio. Para encerrar cada uma das noites, o evento receberá: Drake (27/09), Foo Fighters (28/09), Bon Jovi (29/09), Red Hot Chili Peppers (03/10), Scorpions (04/10), P!nk (05/10), Muse e Imagine Dragons (06/10). Já no Palco Sunset, o espaço dos encontros inéditos e memoráveis estarão Seal e Xenia França (27/09), Whitesnake (28/09), Jessie J (29/09), um encontro intitulado Hip Hop Hurricane (reunindo Rael, Agir, Baco Exu do Blues e Rincon Sapiência, embalados pela Nova Orquestra), além do dia do Metal (04/10) com apresentações de tirar o fôlego de Slayer (em sua turnê de despedida), o americano Charlie Puth (05/10) e os ingleses do King Crimson (06/10).

A música promete contagiar desde a entrada. Estrategicamente posicionados, os Palcos Cariocas terão oito artistas independentes durante toda a tarde fazendo um aquecimento do público. Dentro da Cidade do Rock, o novo palco Supernova trará 35 atrações de novos expoentes da música em um lugar privilegiado com vista para toda a Cidade do Rock.

Os novos Espaço Favela e New Dance Order entrarão para a história do evento. O primeiro, um conteúdo totalmente inédito e desenvolvido a partir de uma larga curadoria, amplifica as potências musicais das favelas. Serão 22 atrações nos sete dias de evento. O espaço funcionará a partir das 14h30. Já o New Dance Order, antiga Eletrônica, chega com um conteúdo focado na música de pista. Com horário ampliado e seguindo até as 04h da madrugada, o palco será composto por 64 atrações, que se apresentarão a partir das 16h.

A Rota 85 também fará sua estreia no circuito na Cidade do Rock. Inspirado na icônica Rota 66, que cruza oito estados americanos, o espaço celebrará a história do festival, desde a primeira edição em 1985 até a atual, e lançará o Palco Highway. As bandas Cash Crash, Os Caras e Carol e JP Bonfá trarão Rock & Country Blues para embalar a nova área.

Já a famosa Rock Street trará a pluralidade cultural do continente asiático, em 200 metros de extensão. A Rock Street Asia terá templos, palácios, danças populares da Índia, músicos da Coreia do Sul e China, entre outras apresentações, além de grandes nomes da música asiática que estarão no palco da rua, que se tornou a queridinha do público desde 2011.

No Rock District, o público verá releituras de clipes emblemáticos da música mundial em coreografias leves e descontraídas pelos artistas da Cia. Nós da Dança. No palco, nomes consagrados vão apresentar o lado B de suas carreiras. Uma ótima oportunidade para os fãs se aproximarem dos artistas e saberem mais sobre seus gostos e influências. Entre os nomes confirmados estão: Dinho Ouro Preto, Rogério Flausino e Sideral, Kisser Klan entre outros.

Do velódromo às arenas, um circuito inédito com novas atrações. Em co-criação com a Natura, a NAVE – Nosso Futuro é Agora, ocupará o velódromo olímpico em uma experiência que utilizará música, arte e beleza com o propósito de provocar um novo olhar para o mundo e conectar as pessoas para promover transformação.  Será uma experiência imersiva, totalmente lúdica e sensorial. O espaço terá a maior projeção da América Latina em uma tela de 5,4 mil m². Já o espetáculo argentino Fuerza Bruta levará para o Rock in Rio uma apresentação inédita desenvolvida para o evento.  Serão cinco apresentações diárias de 30 minutos. E a Oi Game Play Arena by Game XP no Rock in Rio terá experiências no universo gamer.

Gastronomia

Na Cidade do Rock serão muitas opções para se deliciar durante todo o festival. As marcas já confirmaram presença e levarão o melhor do seu cardápio para o público. Nas laterais dos palcos Mundo e Sunset: Bob’s, Domino’s, Habib’s e Ragazzo. Em pontos do evento, como Rock Street Asia, Rock District , lounges de descanso e outros: Batata no Cone, Meu Boteco, Big Daddy’s, Muy Amigo, Geneal, Nissin, Benkei, Las Empanadas, Cheia de Graça, Casa do Pão de Queijo, Hot’n Tender, Panino, Vulcano, Coca-Cola, três “Beer Station” da Heinekein e seus vendedores ambulantes, além de Doritos que também vai operar com vendedores ambulantes.

Para os que gostam de uma culinária diferenciada, a Gourmet Square é o espaço ideal. São mais de mil metros quadrados de ambiente climatizado, com 13 lojas e um bar. O público poderá encontrar lá diversos expositores, como: Hot Dog Club, Cão Véio, Curadoria, Tragga, Filhos da Mãe, Ella, Irajá e Al Fresco, Ojo e Frederic Monnier, Kátia Barbosa do Aconchego Carioca e Naga. A Seara estará promovendo degustação pontual de seus produtos. Para refrescar, as cervejas pielsen e artesanal, e o chopp Einsenbahn, estarão disponíveis para compra.

No Espaço Favela, mais delícias! Ao todo, 18 empreendedores de comunidades cariocas foram escolhidos em parceria com o Sebrae e terão seus produtos vendidos nos três bares que compõem o Espaço. Os quitutes serão os mais variados: croquete de abóbora com carne seca, risole de rabada com agrião, bolinhos de feijoada, tapioca, aipim com carne moída, carne com recheio de queijo, dadinho de tapioca, enroladinho de salsinha e até acarajé vegano etc. Palha Italiana e brigadeiro gourmet são algumas opções que adoçam o cardápio todos os dias.

Rock in Rio em números

O Rock in Rio traz para esta edição 17 espaços de atrações, seis a mais que na edição anterior. O festival vai funcionar por 14 horas diariamente, abrindo sempre às 14h e fechando às 4h da manhã.  As 100 mil pessoas que passarão diariamente pelo festival, poderão conhecer seis novos espaços: a arena NAVE- Nosso Futuro é Agora, Rota 85 que terá o Palco Highway, New Dance Order, Espaço Favela, Fuerza Bruta e o Palco Supernova.

Para fazer o Rock in Rio, são necessários mais de 30 mil kva de energia elétrica, que é o equivalente ao suficiente para iluminar uma cidade de 50 mil habitantes. O festival tem mais de 10 mil toneladas de equipamentos e 120 quilômetros de cabos de som, vídeo e força. Pela Cidade do Rock, 56 km de fibra ótica da OI para atendimento de toda a operação de tráfego de dados.

Somados os balcões da área de alimentos e bebidas será quase meio quilometro, em um total de 80 lojinhas de comidas e outras tentações, como de produtos licenciados. Na edição anterior, mais de 120 mil pessoas passaram pela Gourmet Square.

No quesito conforto o capricho foi ainda maior, chegando a quase mil o número de banheiros em todo o evento, todos ligados a rede pública de esgoto, sem improvisos de banheiros químicos. Para não ter lixo no chão, são 2 mil latas de lixo e um programa de beneficiamento de resíduos via cooperativas.

Ingressos

O público que comprou ingressos para o Rock in Rio e optou por retirada em ponto físico pode pegar as pulseiras em um stand da ingresso.com dentro da Estação de Metrô Carioca, no Centro do Rio de Janeiro. Até o dia 26 de setembro a retirada dos ingressos está sendo feita mediante agendamento e ocorre de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, e aos sábados, das 10h às 15h.

Após esta data, a partir do dia 27 de setembro (primeiro dia de evento) a retirada dos ingressos será realizada somente na bilheteria localizada na entrada da Cidade do Rock.

O Rock in Rio sugere uma série de artigos que valem a pena levar para a Cidade do Rock

O público do Rock in Rio precisa estar atento ao que pode ou não entrar no festival. O importante é ficar confortável, por isso, será possível levar mochilas e bolsas com itens indispensáveis para curtir um dia inteiro na Cidade do Rock.

Durante o dia, protetor solar, óculos escuros e boné são uma boa pedida. Ao entardecer o clima tende a esfriar, o ideal é não esquecer o agasalho. Em caso de chuva, a melhor forma de se proteger é com uma capa. Os guarda-chuvas não serão permitidos.

Para garantir os likes nas redes sociais, não faltarão alternativas para registros divertidos. Desde o tênis gigante da Rota 85, relembrando a primeira edição do festival, ao tradicional click com o Palco Mundo ao fundo. Para não perder nenhum momento será permitida a entrada do carregador de celular e câmera semiprofissional.

Dentro do Rock in Rio terão muitas opções de gastronomia. Os que optarem por levar o próprio lanche poderão entrar com produtos industrializados (biscoitos, barras de cereal). Frutas cortadas e sanduíches só serão permitidos lacrados em embalagens transparentes tipo “saquinho zip”. O limite é de cinco unidades por cada pessoa, de forma que não configure comercialização.

Uma lista de itens permitidos ou não está disponível no site do evento: www.rockinrio.com.br

Atenção: O que não pode entrar na Cidade do Rock

Considerando a segurança dos consumidores, não é permitida a entrada de objetos que possam ser considerados perigosos, tais como: garrafas de qualquer gênero, tamanho ou material (exemplos: garrafas de água mineral, “squeezes”, etc), exceto garrafas plásticas para consumo de água, desde que sem tampa. A tampa poderá ser retirada pela segurança na entrada ou em qualquer local do evento (vide item 7 sobre bebedouros); embalagens rígidas e com tampa (exemplo: potes de plásticos do tipo “tupperware”); latas; capacetes; máscaras; armas de fogo ou armas brancas de qualquer tipo (facas, canivetes, etc); cadeiras/banquinhos; guarda-chuvas; objetos pontiagudos; objetos perfurantes ou cortantes (tesoura, estiletes, pinças, cortadores de unha); fogos de artificio, dispositivos explosivos, sinalizadores e aparatos incendiários de qualquer espécie; objetos de vidro, plástico ou metal (perfumes, cosméticos, inclusive desodorantes de qualquer tipo, pasta ou escova de dente); bebidas (em qualquer tipo de recipiente); skate, bicicleta ou qualquer tipo de veículo motorizado ou não; isopor, cooler ou qualquer tipo de utensílio para armazenagem; bastão de selfie (extensor para tirar auto-retrato); itens que possam ser utilizados para marketing de emboscada; substâncias venenosas e/ou tóxicas, incluindo drogas ilegais; bandeiras ou cartazes contendo mensagens ou símbolos com divulgações comerciais.

Não será permitido o acesso com alimentos que representem intuito de comercialização ou que possam representar riscos à segurança. Será considerado um limite de até 05 (cinco) itens por pessoa, dando-se preferência a: (a) alimentos industrializados devidamente lacrados (exemplos: biscoitos, torradas, barras de cereal etc); (b) frutas cortadas e acondicionadas em embalagem transparente e não rígida, do tipo “Zip Lock”; e (c) sanduiches acondicionados em embalagem transparente e não rígida, do tipo “Zip Lock”. Qualquer quantidade que exceder este limite poderá ser descartada na entrada do evento.

Não é permitida a entrada de animais na Cidade do Rock, exceto cães guia devidamente identificados que visem a atender portadores de deficiência visual.

Turismo

Cerca de 60% do público que estará no evento vem de fora do estado do Rio de Janeiro, o que movimentará positivamente a cidade com relação ao turismo. A rede hoteleira carioca já está a todo vapor para esta edição do Rock in Rio. De acordo com a ABIH, os números atuais (agosto/2019) mostram que a taxa de ocupação dos hotéis já está em 78% no primeiro final de semana do festival e 79%, no segundo, para a Barra da Tijuca, região onde o evento é realizado, e em torno de 80% para o restante do Rio de Janeiro – capital.

Segundo estudos da Fundação Getúlio Vargas, o impacto econômico do Rock in Rio para a Cidade do Rio está estimado em R$1,7 bilhão. Em 2017, este número chegou a R$ 1,4 bilhão.

Transporte

Para a edição deste ano do Rock in Rio, o público pode contar com um amplo esquema de transporte para chegar e sair da Cidade do Rock. BRT, Metrô Rio e Primeira Classe montaram um esquema especial para atender o público de 700 mil pessoas que irá ao festival nos dias de evento.

O MetrôRio montou uma operação especial para quem for ao Rock in Rio. Em todos os dias do festival, a estação Jardim Oceânico (Barra da Tijuca), que faz integração com o BRT, ficará aberta 24 horas para embarque e desembarque. Já as outras estações do MetrôRio funcionarão durante a madrugada, mas somente para desembarque.

Durante toda a operação especial para o festival, será permitido o embarque com os cartões unitários do MetrôRio e com os cartões RioCard Mais. O valor da passagem unitária é R$ 4,60. Porém, para acessar a integração com o BRT, o cliente deverá ter em mãos um cartão RioCard Mais carregado com saldo suficiente para a ida e volta.

O transporte Primeira Classe foi um sucesso nas edições passadas e esse ano o evento continuará a oferecer o serviço para o público. Em trajeto feito em ônibus executivo, partindo de 17 pontos, a opção é umas das confortáveis, sem paradas e que deixa os clientes em uma entrada especial dentro da Cidade do Rock. A volta acontece da mesma forma, saindo direto do parque. A tarifa foi mantida desde a última edição: R$ 100 com direto a ida e volta. A venda está aberta com vagas limitadas no site http://transporteprimeiraclasse.com.br/. O Rock in Rio acontece nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 3, 4, 5 e 6 de outubro na Cidade do Rock, na Barra da Tijuca.

 

Acessibilidade no Rock in Rio

Com o objetivo de oferecer experiências inesquecíveis para todos os públicos, o Rock in Rio investe em um formato de total acessibilidade desde a edição de 2017, com reconhecimento do público específico e dos veículos de imprensa. Para esta edição, a ideia é tornar o atendimento ainda melhor com um plano de rotas, plataformas e interatividade, possibilitando o máximo aproveitamento de cada atração da Cidade do Rock pela Pessoa com Deficiência (PCD). A grande novidade fica por conta do App Veever que auxiliará deficientes visuais na locomoção pelas diversas atrações do festival.

O serviço de microlocalização, operado por meio da tecnologia de beacon, será utilizado pela primeira vez em um festival. Ele fornecerá informações de dentro da Cidade do Rock de forma a orientar no deslocamento de pessoas com necessidades especiais. O aplicativo também tem a função de descrever o ambiente, basta posicionar o celular na direção desejada. O usuário que direcionar o aparelho para o Palco Mundo, por exemplo, pode conferir as próximas atrações e saber mais sobre a estrutura do espaço via audiodescrição. Para usar o serviço, é preciso instalar o Veever e mantê-lo conectado durante a permanência no evento.

Pisos e mapas táteis também serão instalados em locais estratégicos, indicando onde cada atração está localizada. Para quem quiser curtir os shows do Palco Mundo ou o espetáculo do grupo argentino Fuerza Bruta, basta adquirir o serviço de audiodescrição.

Além disso, as plataformas dos palcos Mundo, Sunset e do novo espaço New Dance Order vão garantir boa visibilidade das apresentações e estarão acessíveis desde a abertura dos portões até o encerramento das atrações. Nesta edição, o espaço dedicado ao Palco Mundo, que apresenta lotação completa durante todos os dias de festival, será ainda maior. No Espaço Sinta o Som, plataforma próxima às caixas de som do mesmo palco, será possível sentir a vibração dos equipamentos, fazendo com que a música seja experimentada para além da audição. O evento conta ainda com intérprete em libras, inclusive em alguns shows.

O público PCD também pode vivenciar as experiências dos brinquedos da Cidade do Rock. Para os cadeirantes, a roda gigante conta com uma cabine acessível. Já a tirolesa usa uma cadeira motorizada para facilitar a subida das escadas da torre. A montanha-russa e o mega drop também terão cadeiras que vão auxiliar no acesso. Outra atração que está de volta é o jogo de realidade Livre Go. Sucesso no Rock in Rio 2017 e na Game XP 2018, ele permite que os participantes com e sem deficiência se enfrentem em uma corrida com o Kit Livre. Seja qual for a escolha, a diversão está garantida.

Para facilitar a locomoção entre as principais atrações do Rock in Rio, os carrinhos de golfe com rampa e espaço para cadeiras de rodas podem ser solicitados. A Cidade do Rock foi estruturada com 22 banheiros acessíveis e unissex de uso exclusivo para pessoas com deficiência. Todos os restaurantes contam com balcões rebaixados para atendimento prioritário– na Gourmet Square, serão oferecidas mesas exclusivas.

Durante o Rock in Rio, também será disponibilizado um serviço de transporte exclusivo ao público PCD e um acompanhante, saindo da estação BRT e do Shopping Metropolitano Barra em direção ao festival. Quem tiver o cartão de estacionamento para vagas especiais pode solicitar entrada no estacionamento exclusivo via e-mail: acessibilidade@rockinrio.com.

O centro de serviços PCD vai ser o ponto de informações, apoio e atendimento ao segmento nos dias de festival. Nele estarão a oficina para reparar possíveis danos em cadeira de rodas; o ponto de retirada do Kit Livre, equipamento que se adapta a cadeira de rodas, tornando-se um triciclo elétrico; a base de empréstimo de cadeira de rodas e o ponto de apoio para cão guia. Todos os serviços são gratuitos.

O projeto para esse público tem como objetivo não só garantir a acessibilidade no espaço físico da Cidade do Rock com conforto e segurança, mas também proporcionar uma experiência única para a pessoa com qualquer tipo de deficiência ou mobilidade reduzida. São classificados como PCD usuários de cadeira de rodas, deficientes físico, auditivo, visual e intelectual. A equipe também é instruída para dar suporte à outras necessidades especiais, como gestantes, idosos, lactantes, obesos e pessoas com mobilidades reduzidas.

A solicitação de atendimento diferenciado será feita no momento do cadastro do ingresso, no qual cada pessoa deve especificar a necessidade para que a organização do evento possa se preparar previamente para atender às solicitações. Durante o festival, o público PCD receberá uma pulseira de identificação que permitirá o acesso às plataformas, aos banheiros de uso exclusivo e às filas prioritárias nos brinquedos.

© 2020. Cebola Verde - "Versão 4.0: Cebolovers" / Developed by Mattz