Pepeu Gomes anuncia novo álbum com single composto com Nando Reis

“Aos Poucos” apresenta busca por reinvenção do artista após cinco décadas de carreira.

Com mais de 50 anos de trajetória e uma discografia recheada de hits na carreira solo e com os Novos Baianos, Pepeu Gomes quer se reinventar. Trazendo tons eletrônicos e uma visão de uma busca universal por esperança e felicidade, ele apresenta “Aos Poucos”, primeiro single de seu novo álbum, composto em parceria com Nando Reis. Quem assina a produção são Kevin White, Cyro Telles e Filipe Pascual, e a faixa está disponível em todas as plataformas de música digital.

Ouça “Aos Poucos”: http://bit.ly/PepeuGomesAosPoucos

A canção já apresenta essa busca pelo novo que marca o álbum até em seu título. “Eterno Retorno”, que será lançado em meados de outubro, mostra para o público um artista que deseja se desafiar com novas parcerias. Essa faixa é a primeira composição de Pepeu com  Nando Reis.

“‘Aos Poucos’ surgiu da ideia de que podia fazer uma música diferente do que eu costumava fazer e, assim, renovar o meu trabalho. Ganhei o auxílio luxuoso do Nando, nessa parceria que ajudou muito chegar onde eu queria musicalmente”, conta Pepeu, orgulhoso do resultado.

Com ânimo renovado pela estrada pelos seus shows solo, instrumentais e com o Novos Baianos, Pepeu acumulará, com “Eterno Retorno”, 44 álbuns, sendo 18 em sua carreira solo. Sua guitarra suingada, uma das principais da história da música brasileira, está presente em clássicos atemporais como “Sexy Iemanjá”, “Eu Também Quero Beijar”, “Masculino e Feminino”, “Dê um rolê”, “Preta Pretinha” e “Mistério do Planeta”.

Para o novo álbum, ele reúne colaboradores antigos como Arnaldo Antunes, Zélia Duncan e Ivo Meirelles, e novos parceiros, como o já citado Nando Reis, a banda de rock baiana Vivendo do Ócio, os compositores Cyro Telles e Filipe Pascual, que também participaram da produção musical, e o artista guianês Harold Caribbean, que trouxe um clima caribenho para a faixa “Porque Eu Te Amo”. O repertório do Novos Baianos surge na única regravação do álbum. A escolhida é “99 vezes”, cantada por Pepeu e presente no álbum “Farol da Barra”, de 1978. Tudo isso compõe o “Eterno Retorno” proposto por Pepeu, em sua constante renovação.

“O que me motiva a continuar é o legado no qual venho trabalhando, atravessando gerações, com minha guitarra em punho. A guitarra, como o roquenrou, é imortal. Quando penso nisso, me passa pela cabeça continuar sendo um mensageiro do som por muitos anos”, conta Pepeu.

“Eterno Retorno” foi produzido por Cyro Telles, Filipe Pascual e Kevin White, com direção musical de Pepeu. A mixagem é assinada por Renato Oliveira.

Volney Tolentino

Jovem dinâmico, que detém o poder central dos Cebolas Verdes; Um clã no interior (sigilo) da imensa África Subsaariana. Sua missão é fazer o bem como designer, crítico de cinema, professor de inglês e amante esportivo.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE