Rell, a Dama de Ferro chega na atualização 10.25

A nova campeã fazia parte da Rosa Negra e agora ressurgi para defender os fracos e buscar vingança


Com o fim de ano chegando, a Riot se prepara para uma das últimas atualizações do ano, dessa vez fomos presenteados com Rell! Ela vai ser uma suporte tank, sua gameplay gira em torno de tirar status dos inimigos, iniciar tretas em grupo e causar bastante controle de grupo e cura! Dá uma olhada!

   Passiva – A Ferro e Fogo

Rell ataca bem devagar, mas rouba temporariamente uma parte da Armadura e da Resistência Mágica do alvo para causar dano adicional com base no valor roubado. Além disso, Rell pode drenar a resistência de vários inimigos diferentes para virar uma tanque de respeito.

Q – Golpe Estilhaçador   Q – Golpe Estilhaçador

Rell usa a lança num ataque frontal, quebrando todos os escudos adiante e causando dano a todos os inimigos atingidos (o dano diminui após o primeiro alvo ser atingido). Se Rell tiver um aliado vinculado com E – Atrair e Repelir, ela e o aliado recuperam Vida por cada Campeão atingido por essa habilidade.

W1 – Ferromante: Queda Esmagadora   W1 – Ferromante: Queda Esmagadora

(Só é possível conjurar com montaria) Rell salta para o alto e transforma a montaria numa armadura resistente, ganhando um escudo poderoso que dura até ser destruído ou até que ela monte de novo. Ao aterrissar, Rell arremessa ao ar todos os inimigos em volta dela. Rell pode conjurar E – Atrair e Repelir e R – Tempestade Magnética durante a transformação.

Quando está com a armadura, Rell tem mais durabilidade, mas sua Velocidade de Movimento é reduzida e limitada. Após a transformação, a habilidade muda para Ferromante: Montaria.

W2 – Ferromante: Montaria

(Só é possível conjurar na forma armadurada) Rell avança e transforma a armadura numa montaria, ganhando um impulso de Velocidade de Movimento. No ataque seguinte, ela investe contra o alvo para causar dano adicional e lançá-lo para trás dela.

Na montaria, Rell ganha mais Velocidade de Movimento. Depois da transformação, essa habilidade muda para Ferromante: Queda Esmagadora.

E – Atrair e Repelir   E – Atrair e Repelir

Rell vincula magneticamente um pedaço da armadura a um Campeão aliado selecionado, concedendo Armadura e Resistência Mágica adicionais enquanto estiver por perto.

Rell pode reconjurar a habilidade para romper o vínculo e atordoar todos os inimigos entre ela e o aliado, e também os que estiverem na área ao redor.

R – Tempestade Magnética   R – Tempestade Magnética

Rell irrompe numa fúria magnética, puxando até ela os inimigos próximos. Depois, ela cria um campo gravitacional ao redor de si, atraindo os inimigos próximos por alguns segundos. O campo não interrompe as demais ações dos inimigos.


Confira a Dublagem da campeã:


Agora um pouco da sua biografia:

Cartazes espalhados por Noxus alertam a respeito de uma criminosa violenta que, armada com uma lança enorme, vaga sobre um demônio mágico como montaria. Sua mera existência é uma ameaça à segurança de toda a nação. Até mesmo alguns integrantes das fileiras da Legião Trifariana passaram a temer que o exército os mande atrás dela – ou seja, rumo à morte.

Que tipo de monstro poderia estar por trás de uma destruição tão absoluta e abominável?

A resposta simples é: uma garota de dezesseis anos.

A resposta complicada é inaceitável.

Rell já era especial no instante em que nasceu – e, por isso, estava fadada ao sofrimento. Filha de um soldado raso noxiano e da herdeira de uma família nobre que caíra em desgraça, não teve nem o luxo da riqueza nem a criação primorosa comum às crianças da baixa aristocracia. Ainda assim, seus pais tinham o grande plano de transformá-la em alguém capaz de estilhaçar o palco político inflexível de Noxus. Como sua mãe sempre dizia, “a excelência é fruto do sacrifício”.

Com o tempo, a tristeza de Rell aumentou, acendendo uma chama única dentro dela, uma magia como não se vira durante séculos: a capacidade de manipular metal. Seus pais viram nisso um potencial a ser explorado – para o bem da jovem, é claro! – e tentaram fazer com que ela fosse aceita como aprendiz por muitos magos poderosos que poderiam abrir portas da elite política ou militar. Foi tudo em vão.

Mas outra pessoa notou a magia de Rell. Percebendo nela uma arma que poderia, um dia, enfrentar os inimigos mais antigos e odiados de Noxus, uma certa mulher pálida visitou a família, fazendo uma proposta sombria. Rell logo se viu ocupando o lugar de pupila preferida numa academia especial, oculta, distante da capital e dos olhos questionadores do conselho. E, embora raramente visitassem o internato, sua mãe e seu pai ficaram mais orgulhosos do que nunca, tomados pela esperança de um futuro brilhante para a filha.

Pelo menos por um tempo, parecia que Rell seria, enfim, amada.

Foi então que o horror começou.

Rell foi obrigada a lutar com outro aluno quando tinha apenas oito anos; depois, um símbolo mágico foi enxertado dolorosamente em seu braço, ampliando seus poderes de modo a torná-la ainda mais forte. Embora o episódio tenha sido estruturado como um exercício de treino, Rell nunca mais viu o menino. Ela nunca mais veria nenhum de seus oponentes.

Rell ficava mais poderosa a cada dia, afiando sua magia para o combate. Seu corpo estava repleto de símbolos que ampliavam suas habilidades mágicas até níveis impossíveis. Com o tempo, Rell chegou a ser capaz de arrancar um veio de minério bruto das profundezas da terra, moldar paredes na forma de armas mortais e superaquecer a armadura de um oponente até que ele desabasse, esmagando-o. Mas seus instrutores queriam ainda mais, sempre com a esperança de que Rell fosse a soldada mais poderosa que o império já vira.

Em seu aniversário de dezesseis anos, depois de um duelo especialmente brutal, ela finalmente deu um basta. Arremessando os instrutores para o lado, Rell ultrapassou os guardas e arrebentou as portas de uma ala proibida da academia, descobrindo a verdadeira natureza de sua escola: todos os oponentes que ela já havia derrotado foram anulados – sua magia fora extraída à força e depositada nos símbolos que cobriam o corpo de Rell –, transformados em bonecos desprovidos de emoções e lembranças. Esse era o preço de seu poder, e ela nunca poderia devolvê-lo.

O pior de tudo era a diretora da academia, que supervisionava os procedimentos pessoalmente – sua própria mãe. Tudo aquilo, dizia ela, tinha sido pelo bem de Rell. Afinal… a excelência é fruto do sacrifício.

Rell ficou furiosa.

Para o pequeno grupo de docentes que sobreviveram à sua fuga, foi como se a terra tivesse se aberto e revelado um redemoinho de lava cortante. O próprio edifício se partiu em pedaços, formando uma armadura preta inexpugnável em torno de Rell enquanto ela esmagava aqueles que se punham em seu caminho, derrubando soldados experientes com uma lança mais pesada que uma montanha. Irrompendo pelo portão frontal a cavalgar um corcel feito de aço cambiante, ela libertou todos os colegas de escola que pôde, enquanto a Rosa ficava para trás, tentando recuperar os anulados e apagar todos os vestígios do que sua organização havia feito.

Mas era tarde demais. Logo os sobreviventes do corpo docente começaram a morrer de maneiras cada vez mais públicas e ficou impossível manter os nulos em segredo.

Agora, Rell é uma ameaça a Noxus, mas não do jeito que os cartazes afirmam. Ela é a defensora autoproclamada dos fracos, dona de uma fúria incontida, desconfiada de todos e implacável na atuação contra um governo que fez vista grossa para anos de sofrimento e abuso. Não porque o império tenha sido pessoalmente responsável, mas porque não fez nada para impedir.

Cavalgando seu corcel de aço, Rell não aceitará nada menos que a destruição total de Noxus e a salvação de qualquer criança que, como ela, tenha sobrevivido à academia da Rosa Negra.

E nada neste mundo poderá impedi-la.


E por enquanto isso é tudo pessoal! Por último, quero trazer uma animação da campeã e uma explicação do seu criador:

A vida perdida

Rell poderia ser alguém diferente se algo em sua vida tivesse mudado. Se não tivesse sido entregue à Rosa Negra por seus pais, ou descoberto a verdade sobre a escola, ou recebido um pingo de amor. Mas não foi isso que aconteceu.

Rell não fica remoendo o passado. Ele não a impede de encontrar um pouco de alegria na vida que tem agora…

“A primeira coisa em que pensei quando ouvi que a Rell era uma adolescente e tinha uma montaria foi em cavalos mecânicos, tipo aqueles que você paga para cavalgar à porta de mercadinhos”, recorda davehelsby. “Já vi adolescentes montarem bastante neles. Isso é muito interessante, porque são pessoas à beira da vida adulta, mas que ainda guardam um pouco de sua criança interior. Senti que aquilo fazia sentido para a Rell. Ela carrega muitas responsabilidades adultas, mas ainda é jovem e merece se divertir um pouco.”

Você pode ler mais detalhes do desenvolvimento da campeã aqui!

DESCASCANDO AO VIVO!
CURRENTLY OFFLINE