PEÇA AJUDA: LIGUE 188

Crítica 1ª temporada Jullie and the Phantoms

Análise com possíveis spoilers

Seria esse um High School Musical sobrenatural?


Kenny Ortega ataca novamente! Após High School Musical: a Série, ele ficou meio sumido em questão de sucesso infanto juvenis, mas parece que com Jullie and the Phantoms, ele brilha na direção e adaptação da história brasileira. Com músicas emotivas e com letras inspiradoras, a atriz (Madison Reyes) parece que brilha no papel antes ocupado por (Mariana Lessa), entregando performances lindas e com bastante química com os Fantasmas. Sobre a história dos personagens secundários, tem um personagem abertamente LGBTQiA+ Alex (Owen Patrick Joyner) mas ele não demonstra com um beijo que gosta do seu par Willie (Booboo Stewart), apenas um abraço. Por isso eu categorizaria isso como Queer Bait, mas pode ter sido também parte da vontade dos atores de não se beijarem, por isso eu acharia melhor colocar atores bissexuais ou homossexuais para fazer o papel e futuramente explorar a sexualidade dos personagens em futuros episódios. Outro ponto negativo foi ter tão poucos episódios, aguardamos mais algumas semanas após o lançamento para uma possível continuação da série.

A Netflix, parece ter acertado nessa adaptação, mas senti um pouco de falta do aprofundamento da história de Reggie (Jeremy Shada). Espero que em uma possível segunda temporada, as perguntas em aberto da primeira sejam respondidas.

Trailer:

Jullie and the Phantons
Sinopse
Jullie Molina após muito tempo sem encontrar sua voz, se reencontra após conhecer fantasmas em sua garagem.
Atuação
Direção
Efeitos Especiais
Edição
Fotografia
Roteiro
Trilha Sonora
Boa Trilha Sonora
Atuação forçada de alguns personagens
4
Notas
DESCASCANDO AO VIVO!
CURRENTLY OFFLINE