Em último dia de Bienal, Mauricio de Sousa autografa gibi especial de Edu

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

A revistinha destaca a importância do diagnóstico precoce e o tratamento da Distrofia Muscular de Duchenne, além de abordar o tema inclusão entre as crianças.

Mauricio de Sousa participa do último dia da XIX Bienal Internacional do Livro com sessão de autógrafos da revista em quadrinhos do Edu, novo personagem da Tuma da Mônica com doença rara. A história aborda a importância do diagnóstico precoce da Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) e fala sobre inclusão: 8 de setembro, às 11h, no estande da MSP 60 anos – pavilhão laranja. Senhas para a sessão de autógrafos serão distribuídas antecipadamente.

Protagonizada por Edu, um menino de 9 anos com doença genética caracterizada pela deterioração muscular progressiva, a historinha destaca o Dia Internacional da Distrofia Muscular de Duchenne (7 de setembro). Essa é a terceira edição do gibi, lançado pelo próprio desenhista, na Bienal. Agora, os leitores terão a oportunidade de autografar seus exemplares, que estão sendo distribuídos gratuitamente no mesmo estande.

Desta vez, os personagens da Turma da Mônica estão animados por participarem da mostra cultural da escola, enquanto seus pais assistem a uma palestra sobre DMD, realizada pela mãe de Edu em uma associação de pacientes. A famosa turminha reforça a integração do novo amigo em suas atividades e, de forma lúdica, aborda a importância do diagnóstico precoce (facilitado por meio do exame de sangue chamado CK) e do tratamento adequado, para prolongar a qualidade de vida dos pacientes.

O projeto Cada passo importa foi desenvolvido pela Sarepta Therapeutics, líder em medicamentos genéticos para doenças neuromusculares raras, e a Mauricio de Sousa Produções, com objetivo de chamar a atenção da população para uma doença que ocorre em um a cada 5 mil meninos em todo o mundo.

“O Edu se une aos demais personagens da Turma da Mônica para reforçar a importância da inclusão”, afirma Mauricio de Sousa.

“O objetivo do projeto Cada Passo Importa é justamente conscientizar as pessoas sobre DMD e contribuir para promover inclusão, acolhimento e tratamento adequado aos pacientes. Mauricio e sua equipe conseguiram traduzir esta missão em histórias leves e educacionais ao mesmo tempo, o que é muito positivo para ampliar no conhecimento sobre esta doença no país”, afirma o diretor-geral da Sarepta, Fábio Ivankovich.

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR