Watch Brasil fecha parceria com unidade de negócio da Nielsen para aprimorar dados de conteúdo

A Solução oferecida pela Gracenote utiliza metadados para padronizar informações sobre conteúdos

Os assinantes da Watch Brasil, hub de conteúdo que reúne filmes, séries, transmissões esportivas, canais lineares e música, terão um ganho de usabilidade a partir de 2022.

A empresa fechou uma parceria com a Gracenote, unidade de negócio da Nielsen, para utilizar uma solução baseada em metadados e padronizar informações sobre conteúdos.

Adquirida pela Nielsen em 2017, a Gracenote é uma empresa com 1,8 mil empregados e escritórios em 25 cidades espalhadas pelo planeta, incluindo São Paulo. Sua solução é desenvolvida em uma base de dados unificada sobre música, esporte, filmes e TV, o que ajuda a construir perfis minuciosos sobre a audiência.

Na Watch, o primeiro aporte do novo parceiro foi uma nova solução de EPGs (guia eletrônico de programação, na sigla em inglês) para os canais lineares. A partir da parceria com a Gracenote, os usuários do hub de conteúdo terão mais recursos para acompanhar horários e saber quais são as próximas atrações, por exemplo.

“A Watch está em um processo significativo de expansão. Fechamos 2021 com um crescimento de 150% e temos um compromisso de entregar um serviço cada vez melhor a essa base. A Gracenote nos oferece um ganho de usabilidade em duas etapas, e a primeira já está disponível. Estamos muito empolgados com o que essa parceria pode trazer para os nossos usuários”, diz Mauricio Almeida, fundador e CEO da Watch.

A segunda fase da parceria, que já está em desenvolvimento, é uma solução de metadados para VOD.

Com os metadados padronizados pela Gracenote, a Watch contará com uma ferramenta de busca ainda mais eficaz que, juntando-se ao módulo de sugestões, apresentará aos usuários os conteúdos mais condizentes com o perfil individual de consumo.

Para Andrea Di Pace, Líder de Vendas Brasil da Gracenote, a solução é um primeiro passo para levar o usuário a outro patamar de entretenimento.

“Ela pode aprofundar as histórias e dar sugestões inesperadas de acordo com as preferências do usuário. Estamos ajudando nossos clientes a conectar os telespectadores ao conteúdo que eles mais apreciam”, afirma.