Vivo inaugura Vivo Digital Labs e avança em sua transformação digital

17 de abril de 2018

Publicado por Volney Tolentino

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Tuíte isso
Compartilhar no whatsapp
Enviar no Whatsapp

Espaço de 1500m2 tem área de descompressão, horta automatizada, meditação e yoga, minigolfe e arena para eventos, onde ficarão seus Squads de transformação digital e os labs de inovação e testes de experiência digital com clientes.

Espaço de café com uma horta automatizada, sala de meditação, local para a prática de yoga, minigolfe e arena para eventos com 40 pessoas. Esses são alguns dos ambientes do Vivo Digital Labs, um espaço digital de 1500m2 para colaboradores da empresa, em São Paulo. O Vivo Digital Labs é mais um passo na transformação digital da empresa e reforça o posicionamento da marca, que convida as pessoas a viver menos do mesmo e a experimentar novas possibilidades.

“O Vivo Digital Labs é a síntese do ‘espírito de start up’ que queremos fomentar na Vivo, como parte da nossa transformação digital. Criamos um ambiente disruptivo para os nossos colaboradores que privilegia o uso de técnicas e metodologias inovadoras, estimulando agilidade, criatividade e inovação, sempre com foco em oferecer a melhor experiência para nossos clientes”, afirma Christian Gebara, Chief Operating Officer (COO) da Vivo.

1500m2

O novo espaço de 1500m2 fica no prédio da Vivo na avenida Doutor Chucri Zaidan, Zona Sul de São Paulo, e é ocupado por 230 colaboradores das equipes de transformação digital da Vivo, que trabalham seguindo metodologias como agile e o lean, aplicando a abordagem design thinking. Estes colaboradores trabalham em Squads, times multidisciplinares que atuam sempre por projeto baseado nas jornadas dos clientes, com foco na solução de objetivos específicos para acelerar a transformação digital da Vivo.

Assinado pelo arquiteto André Detanico, do escritório gaúcho AT, o conceito do Vivo Digital Labs traz inovação, mobilidade, contemporaneidade, tecnologia e integração com o ambiente urbano, trazendo para dentro da empresa a possibilidade de contato com a natureza e de lazer, em sintonia com a rotina de trabalho.

Já na entrada, os visitantes serão recebidos pela Vivi, a atendente virtual da Vivo, que tem tecnologias de realidade aumentada e de reconhecimento de fala. Por meio de um tablet, o visitante conversará com a Vivi e ela enviará uma mensagem para o colaborador, informando que a visita chegou.

Além de 12 espaços para Squads, o ambiente tem um laboratório de user experience, para a realização de testes de serviços e funcionalidades com clientes, um command center, sala com 16 telas de monitoramento dos indicadores dos projetos em andamento pelos Squads, salas individuais e de reunião, com recursos de áudio e vídeo e telepresença; e arena de eventos, com capacidade para 40 pessoas e quatro terraços.

A área de descompressão inclui mesa de bilhar, console de videogames com óculos de realidade virtual, minigolfe, sala para meditação e prática de yoga, além de espaço de café, e uma horta totalmente automatizada para que colaboradores e visitantes possam colher e fazer seus próprios chás.

Além do Vivo Digital Labs, a Vivo mantém outros espaços que reforçam o conceito da transformação digital da empresa e o posicionamento “Viver menos do mesmo”. Entre eles, estão a Gaming House, que conta com 12 posições e recebe, em média, 850 colaboradores por mês; e a sala de meditação, que recebe, em média, 60 colaboradores por dia, além de duas turmas de meditação com 60 pessoas cada. Ambos estão localizados no edifício-sede da Vivo, Eco Berrini, em São Paulo.

© 2020. Cebola Verde - "Versão 4.0: Cebolovers" / Developed by Mattz