Starz vai produzir ‘Gaslit’, série estrelada por Julia Roberts e Sean Penn

Série estrelada por Julia Roberts e Sean Penn conta a história do papel de Martha Mitchell no caso Watergate

A Starz anunciou hoje a aprovação da série antológica Gaslit, estrelada por Julia Roberts (“Homecoming”, “Extraordinário”) e Sean Penn (“Milk”, “Mystic River”).

Matt Ross (“Capitão Fantástico”, “28 Hotel Rooms”) será o diretor e produtor executivo da obra, adaptada da primeira temporada do premiado podcast da Slate sobre Watergate, “Slow Burn”. Robbie Pickering (“Mr. Robot”, “Search Party”, “Natural Selection”) é o showrunner. Gaslit está programada para iniciar a produção ainda no primeiro semestre e será produzida pela UCP, uma divisão do Universal Studio Group, para a Starz.

Gaslit vai ser exibida no canal STARZ nos Estados Unidos e Canadá, e em sua plataforma de streaming internacional Starzplay na Europa, América Latina e Japão. 

Gaslit é o mais novo título da Starz, que lançou recentemente a iniciativa #TAKETHELEAD, um esforço abrangente da empresa para aprofundar seu compromisso com narrativas feitas por, sobre e para mulheres e públicos sub-representados.

“Em Gaslit, não só temos a oportunidade de contar uma história incrível e não contada ao trazer o papel histórico de Martha Mitchell em Watergate para o primeiro plano, mas também temos a sorte incrível de ter um elenco dos sonhos que inclui Julia e Sean e a melhor equipe criativa e parceiros que poderíamos ter pedido”, disse Christina Davis, presidente de Programação Original da Starz. “Nós não poderíamos estar mais animados em trazer esta história para o público global da Starz e continuar o compromisso da rede em destacar histórias premium que interessam às mulheres enquanto também atendem ao nosso público geral”.

Gaslit é uma versão moderna de Watergate que enfoca as histórias não contadas e os personagens esquecidos do escândalo – desde os subordinados oportunistas e desajeitados de Nixon, aos fanáticos desordenados ajudando e incitando seus crimes, e aos delatores trágicos que acabariam por trazer abaixo todo o podre empreendimento.

“Estou muito feliz por ter a oportunidade de compartilhar a história emocionante e fascinante de Martha Mitchell com o mundo”, disse o showrunner e produtor executivo Robbie Pickering. “Martha foi a primeira e mais alta voz a se pronunciar contra a criminalidade desastrada de uma administração presidencial desonesta e foi uma das mais complicadas mártires públicas dessa era. Encontrar alguém disposto a contar sua história é um sonho. Fazer isso com Sam, Julia, Sean, Matt, UCP e Starz parece impossível. Eu estou na lua”.

Essa história será centrada em Martha Mitchell, vivida por Roberts. Uma grande personalidade com uma boca maior ainda, Martha é uma socialite celebridade do Arkansas e esposa do leal Procurador Geral de Nixon, John Mitchell, interpretado por Penn. Apesar de sua filiação partidária, ela é a primeira pessoa a soar publicamente o alarme sobre o envolvimento de Nixon em Watergate, causando o desmoronamento tanto da Presidência quanto de sua vida pessoal. Como Procurador Geral, John Mitchell (Penn) é o conselheiro mais confiável e melhor amigo de Nixon. Temperamental, desbocado e implacável – mas perdidamente apaixonado por sua esposa famosa por ser franca – ele é forçado a escolher entre Martha e o Presidente.

Junto com Pickering e Ross, Sam Esmail (“Homecoming”, “Mr. Robot”) e Chad Hamilton (“Mr. Robot”, “Pattern Recognition”) atuam como produtores executivos sob sua bandeira de produção Esmail Corp, por meio de seus acordos gerais com a UCP. Roberts será produtora executiva pela Red Om Films, junto com as coprodutoras executivas Lisa Gillan e Marisa Yeres Gill. Gabriel Roth e Josh Levin, da Anonymous Content e Slate, também serão produtores executivos. Leon Nayfakh, que criou o podcast, será consultor no projeto.

Gaslit reúne Esmail e Roberts em seu segundo projeto de televisão juntos. O primeiro foi a temporada inicial da série indicada ao Globo de Ouro, “Homecoming”.

Vencedora do Oscar por “Erin Brockovich”, Julia Roberts atuou nos principais longas-metragens de sucesso de Hollywood, trabalhou com os diretores mais estimados da indústria e seus filmes arrecadaram mais de US$ 3 bilhões em todo o mundo. Ela chamou a atenção do público pela primeira vez com o papel aclamado pela crítica em “Três Mulheres, Três Amores”. Com “Flores de Aço” recebeu sua primeira indicação ao Oscar. Seu próximo filme, “Uma Linda Mulher”, foi o longa de maior bilheteria de 1990 e trouxe a Roberts sua segunda indicação ao Oscar. Em 1997,  participou do sucesso de bilheteria “O Casamento do Meu Melhor Amigo”, e logo depois, contracenou com Susan Sarandon e Ed Harris em “Lada a Lado”. Em 1999, estrelou em dois sucessos de bilheteria: “Notting Hill”, coestrelado por Hugh Grant, e “Noiva em Fuga”.

Desde “Erin Brockovich”, de 2000, Roberts esteve em três filmes do diretor Stephen Soderbergh: “Onze Homens e um Segredo”, “Doze Homens e Outro Segredo” e “Full Frontal”. No verão de 2010, a atriz estrelou o longa dirigido por Ryan Murphy, “Comer, Rezar e Amar”, baseado no best-seller de Elizabeth Gilbert. Ela recebeu outra indicação ao Oscar – bem como indicações ao Globo de Ouro, Screen Actors Guild Award e Critics’ Choice Award – por sua participação em “Álbum de Família”, lançado em dezembro de 2013.

Roberts recebeu indicações ao Emmy e ao Screen Actors Guild Award por seu papel em “The Normal Heart”, que estreou na HBO em maio de 2014. Em 2017, foi a vez do  sucesso “Extraordinário”, ao lado de Jacob Tremblay e Owen Wilson. Mais recentemente, ela estrelou a série de TV da Amazon “Homecoming”, na qual foi indicada ao Globo de Ouro e ao Critics Choice Award. Ela também atuou em “O Retorno de Ben” com Lucas Hedges.

Sean Penn foi cinco vezes indicado ao Oscar e duas vezes ganhador do Prêmio da Academia de Melhor Ator por suas atuações em “Sobre Meninos e Lobos”, de Clint Eastwood, e “Milk”, de Gus Van Sant. Ele trabalhou como ator, escritor, produtor e diretor em mais de cem produções de teatro e cinema e é o autor de dois romances e vários artigos. Penn é o fundador da CORE, uma organização sem fins lucrativos dedicada a salvar vidas e fortalecer as comunidades afetadas ou vulneráveis a crises em todo o mundo. Durante a maior crise de saúde do mundo, a equipe e os voluntários do CORE estão trabalhando atualmente para apoiar a distribuição equitativa de vacinas contra a COVID-19 e operando locais de teste gratuitos nos Estados Unidos com foco no atendimento a comunidades vulneráveis e carentes. Penn completou recentemente mais uma empreitada como diretor, “Flag Day”, na qual também estrela ao lado de Dylan Penn, Katheryn Winnick e Josh Brolin.

O escritor, diretor e ator Matt Ross escreveu e dirigiu muitos curtas-metragens, alguns dos quais estrearam no Festival de Cinema de Sundance junto com seu primeiro longa, “28 Hotel Rooms”. “Capitão Fantástico”, seu segundo longa-metragem, também estreou no Festival de Cinema de Sundance, sendo exibido em seguida na seção Un Certain Regard do Festival de Cannes, onde Ross ganhou o Prix de la Mise en Scène (prêmio de Melhor Diretor), primeiro de muitos outros prêmios nos Estados Unidos e internacionalmente. Como ator, Ross trabalhou com diretores como Martin Scorsese, Mary Harron, Terry Gilliam e John Woo, entre outros. Ele também interpretou Alby Grant em “Big Love” e Gavin Belson em “Silicon Valley”.

Karen Bailey, Vice-presidente Executiva de Programação Original, é a executiva da Starz que supervisiona o Gaslit.

DESCASCANDO AO VIVO!
CURRENTLY OFFLINE