OFilme Sessions dá visibilidade a artista periférico de Curitiba em novo vídeo

11 de setembro de 2019

Publicado por Volney Tolentino

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Tuíte isso
Compartilhar no whatsapp
Enviar no Whatsapp

Claudemir Franco canta a música “40 Graus” no registro ao vivo.

Seja em uma cafeteria, uma casa de fado em Lisboa ou em espaços públicos, a série de vídeos musicais OFilme Sessions leva a música a lugares acessíveis. Servindo de plataforma para o primeiro registro de uma canção do multi artista curitibano Claudemir Franco, o projeto lança uma apresentação intimista da música “40 Graus”. Ela foi gravada na casa do compositor ao lado de sua esposa e filho, como uma de suas muitas composições que nunca haviam sido registradas. O vídeo está disponível no canal da produtora OFilme no YouTube.

Claudemir Franco é um artista multi plataformas, dividindo seus talentos também no teatro e nas artes visuais. Na música, porém, essa é a primeira vez que ele tem a oportunidade de gravar uma de suas letras. “40 Graus” foi feita em um tempo na vida do cantor e compositor de isolamento e desamparo, mas agora ela ressurge em um novo contexto. Em contraste com o título, o vídeo mostra o dia chuvoso lá fora.

“Essa música eu escrevi quando vivia um momento difícil, uma fase complicada, em um momento de solidão. É legal poder apresentá-la agora, com uma família. Consegui apressar o passo e fugir da solidão. Apesar de ser difícil fazer 40 graus em Curitiba, espero que ela fale com as pessoas como fala comigo”, brinca.

Evidenciando esse novo momento, o registro em vídeo aconteceu na casa de Claudemir, em família. O clima intimista permeia toda a OFilme Sessions, embora as performances aconteçam quase sempre em locais públicos. A série já recebeu também o músico Marcelo Archetti em um restaurante em Curitiba, o cantor francês Vaslo em frente à livraria Shakespeare and Company em Paris, a jazzista Carine Luup em uma cafeteria, a fadista portuguesa Ana Caixado e o cantor congolês Wugala Flama.

  1. Assista a “Até a noite terminar”, com Marcelo Archetti: https://youtu.be/YzjXS18l900
  2. Assista a “Amor(t)”, com Vaslo: https://youtu.be/hkVymw8QjjE
  3. Assista a “Georgia On My Mind”, com Carine Luup: https://youtu.be/Ux6UFyr61Wk
  4. Assista a “Fado Rosa”, com Ana Caixado: https://youtu.be/0RqgP58_mAo
  5. Assista a “Melanine Song”, com Wugala Flama: https://youtu.be/z7u8SfGWDEI

Mesclando artistas brasileiros e estrangeiros, a OFilme Sessions vai mostrar algumas das novas vozes que se destacam na música independente. A primeira temporada contará também com o rock da banda curitibana Electric Mob; A Banda Mais Bonita da Cidade; e Estela Basso, brasileira radicada em Paris.

Com novos lançamentos quinzenais, o projeto traz, além das músicas, um breve depoimento do artista explicando o seu processo criativo ou como aquela canção surgiu. Essa é uma realização da OFilme Produções, uma produtora paranaense focada em trabalhar a criação de conteúdos para o mercado da música. A direção é de Raphael Moraes, da OFilme Produções e idealizador do projeto junto de Vinícius Braganholo, do Nico’s Studio.

© 2020. Cebola Verde - "Versão 4.0: Cebolovers" / Developed by Mattz