Fechando ciclo, Ventre lança EP visual “Saudade (o corte 切り)”

Trabalho une rock, experimental e spoken word.

O power trio carioca Ventre fecha um ciclo em sua história. O grupo, que se apresentou no Lollapalooza Brasil deste ano e anunciou uma pausa em suas atividades, lança nas plataformas de música digital o EP “Saudade (o corte 切り)”. Além de contar com um pôster-HQ, o trabalho também recebe uma abordagem visual, representando cada uma das faixas: “Alfinete”, “Pulmão”, “O Corte” e “Aquela Mancha”. O lançamento é o fechamento de um ciclo e ocorre via selo Balaclava Records.

Desde 2012 circulando pelos palcos do país, a Ventre levou suas performances explosivas para festivais como Lollapalooza (SP), Popload (SP), DoSol (RN), Coquetel Molotov (PE), MecaInhotim (MG), CoMA (DF), Vaca Amarela (GO), MoLA (RJ), Noites do Norte (AM), Se Rasgum (PA), Morrostock (RS), Psicodália (SC). Com apenas um álbum lançado, “Ventre (抱きしめ と キス)”, eles se tornaram uma das bandas mais conhecidas da cena nacional, sendo elogiados diversas vezes por críticos especializados.

Formado por Hugo Noguchi (baixo), Larissa Conforto (bateria) e Gabriel Ventura (voz e guitarra), a Ventre evoca em seu novo trabalho o misticismo que o próprio nome traz. No EP “Saudade (o corte 切り)” a banda mergulha em uma melancolia bela. O título “Saudade” foi uma ideia de Larissa Conforto, simbolizando a nostalgia por encerrar este ciclo. Já “O corte” foi sugestão de Hugo Noguchi.

“Ventre é um kanji (腹) e o corte é kiri (切り). Unir os dois resulta em hara-kiri (腹切り) que é o ritual de suicídio japonês. Daí o conceito de fim induzido”, explica Hugo.

O EP traz as faixas já lançadas e “Pulmão”, uma breve canção experimental guiada por um poema recitado pela baterista Conforto. As músicas foram acompanhados por capas que, ao fim, se unem em um pôster-HQ, criado por Victor Reis, revelando personagens inspiradas pelas músicas. O EP foi gravado na Casa do Bóris, em Cotia (SP) por Diego Poloni, Hugo Noguchi e Ricardo Nogueira. Participaram também Ale Cacciatore, Luccas Villela, Ricardo Nogueira, Paulinha Gonçalves, Sérgio Ugeda e Bóris.

Atualmente, o power trio se concentra em seus projetos paralelos, levando sua música em diferentes formatos. Gabriel Ventura é guitarrista de Cícero, Posada e o Clã e participará das gravações do novo disco de Duda Brack; Hugo Noguchi continua tocando com as bandas SLVDR e Posada e o Clã, além de permanecer produzindo discos, como os mais recentes da cantora Luíza Boê e das bandas cariocas Contando Bicicletas e Barcamundi. Já Larissa Conforto realiza turnê com mais de 30 datas, em mais de 10 estados em quatro regiões do país, com Vitor Brauer, no projeto “Sem Sair na Rolling Stone”, além de dedicar-se ao duo Tretas, formado com Nathanne Rodrigues (Chico de Barro). A artista acaba de acompanhar BEL em uma turnê por Argentina e Uruguai.

Volney Tolentino

Jovem dinâmico, que detém o poder central dos Cebolas Verdes; Um clã no interior (sigilo) da imensa África Subsaariana. Sua missão é fazer o bem como designer, crítico de cinema, professor de inglês e amante esportivo.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE