Conheça Prume, banda recifense que une indie, pop e eletrônica em canções climáticas

Trio está fechando o ciclo do álbum de estreia com o lançamento do single “Invisible Symphony”.

Unindo elementos da música eletrônica, do pop e do indie rock em uma mistura contemporânea, Prume é uma banda recifense que lançou seu disco de estreia em 2016 e está finalizando o seu ciclo, abertos para um novo momento. Para o ano que vem, o grupo promete novas faixas e irá se basear em São Paulo.

A Prume é formada por Igor Bruno, Cadu Bussad e Felipe Wolfenson, um trio de músicos que apresentam influências diferentes, porém complementares. Igor é violonista e traz uma forte presença da música brasileira; Cadu é eclético, com influências do pop e do eletrônico; enquanto Felipe é cria do blues e do rock. Produzido em Recife, na praia de Itapuama, e mixado no Rio de Janeiro, o disco “Learning by Watching” traz influências variadas como Radiohead, Bon Iver, Jungle e Chet Faker e também nacionais como Lenine, Djavan, Alceu Valença e Nação Zumbi. Elas fazem parte da mistura que origina o som espontâneo e repleto de referências do grupo.

“Ficamos muito felizes com o nosso primeiro álbum. Foi um retrato do que estávamos curtindo e vivendo na época e foi posto em prática nas músicas. Teríamos feito algo diferente? Sim, com certeza. Mas em um mercado tão desafiador como o atual, achamos que foi um ótimo ponto de partida para nos apresentarmos ao mundo”, conta Cadu.

Com produção de Diogo Strausz, o disco rendeu um single de bastante destaque nos streamings (“The Life I Seek”, com quase 500 mil reproduções), clipes e sessão ao vivo. Fechando a fase, eles lançarão em breve um single inédito.

“‘Invisible Symphony’ é uma faixa que estava para entrar no disco. Foi co-produzida por Diogo também, mas na audição final achamos que ela estava um pouco fora do contexto do álbum, apesar de sempre gostarmos muito dela. E por curtir tanto a faixa, retornamos para o laboratório e demos uma roupagem mais adequada ao que a track pedia e achamos que agora seria o momento ideal para mostrar o resultado final para o público”, conclui Bussad.

“Learning By Watching” está disponível nas plataformas de música digital.

Volney Tolentino

Jovem dinâmico, que detém o poder central dos Cebolas Verdes; Um clã no interior (sigilo) da imensa África Subsaariana. Sua missão é fazer o bem como designer, crítico de cinema, professor de inglês e amante esportivo.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE