Álbuns clássicos de Cátia de França são disponibilizados digitalmente pela primeira vez via Sony Music

Os cultuados “20 Palavras ao Redor do Sol” e “Estilhaços” ganham versões remasterizadas.

No mês em que completa 72 anos, a cantora e compositora paraibana Cátia de França tem parte essencial de sua obra resgatada. Os álbuns “20 Palavras ao Redor do Sol” (1979) e “Estilhaços” (1980) chegam a todas as plataformas de música digital em formato remasterizado através da Sony Music Brasil.

Ouça Cátia de França nas plataformas de streaming: https://SMB.lnk.to/CatiadeFranca

Nascida em João Pessoa, Cátia de França tem seis discos de estúdio e se tornou uma lenda viva da música regional brasileira. Suas canções já foram gravadas por grandes nomes da MPB, como Elba Ramalho, Amelinha e Xangai, além de ter participado de festivais de música popular na década de 60, época em que viajou à Europa com um grupo folclórico.

Versátil e estudiosa, desde menina aprendeu a dominar instrumentos como o piano, a sanfona e o violão. Mais tarde, se interessou pelos acordes de flauta e pela percussão. Chegou a ser professora de música e, em meados dos anos 70, se aventurou nas composições próprias em parceria com o poeta Diógenes Brayner. A poesia e a admiração por literatura seriam marcas de sua música a partir daí. Na época, a artista morava no Rio de Janeiro e integrava um grupo de músicos e amigos nordestinos que a ajudaram a iniciar a sua carreira. Acompanhou Zé Ramalho na lendária turnê “Avohai”, tocando sanfona.

Equipe do álbum “20 Palavras ao Redor do Sol”: Cátia de França, Ligia, Chico Julien, Lizzie Bravo, Osvaldo Garcia, Zé e Elba Ramalho, Bezerra da Silva. Agachados,  Mônica e Geraldo Azevedo

Era 1979 quando Cátia de França lançou seu LP de estreia, “20 Palavras ao Redor do Sol”. Como inspiração, ela recorreu às obras literárias de João Cabral de Melo Neto, Graciliano Ramos e de seu conterrâneo José Lins do Rego para costurar uma verdadeira colcha de ritmos e linguagens. Se a inspiração veio da literatura, nas letras colaboraram Xangai, Israel Semente, Sérgio Natureza e Lourival Lemes. Entre os músicos de apoio, Dominguinhos, Sivuca e Severo na sanfona; Sérgio Boré e Chico Batera na percussão; Bezerra da Silva no berimbau; Lulu Santos na guitarra; e Amelinha e Elba Ramalho nos vocais de apoio. Tudo isso amarrado pela viola de 12 cordas, arranjos e direção musical de Zé Ramalho.

Ampliando a sonoridade que fez de Cátia um nome cultuado para a psicodelia brasileira, “Estilhaços” traz músicas criadas sobre a obra Guimarães Rosa e João Cabral de Mello Neto e a voz imortal de Clementina de Jesus como participação especial.

A reedição dos álbuns, com nova masterização assinada por Luigi Hoffer e Carlos Savalla, é o primeiro de uma série especial para comemorar os 40 anos do “20 Palavras ao Redor do Sol”, que contará com uma turnê com o disco tocado na íntegra e uma reedição em vinil de alta fidelidade. As datas desses próximos lançamentos e dos shows serão anunciadas em breve.

Volney Tolentino

Jovem dinâmico, que detém o poder central dos Cebolas Verdes; Um clã no interior (sigilo) da imensa África Subsaariana. Sua missão é fazer o bem como designer, crítico de cinema, professor de inglês e amante esportivo.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE