I Am Fish, sequência de I Am Bread, será lançado em 2021

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

I Am Fish, a sequência rolante de I Am Bread, vai ganhar lançamento comercial completo em 2021.

A Bossa Studios anuncia hoje que I Am Fish, sequência de I Am Bread, está em produção e vai voltar com tudo em 2021 como um lançamento comercial completo. Em I Am Fish os jogadores controlam um corajoso peixinho por meio de armadilhas, desafios e tribulações em jornadas épicas até a liberdade para o oceano.

I Am Fish é o sucessor de I Am Bread, o hilário game de plataforma e física que vendeu quase dois milhões de cópias e, quatro anos após seu lançamento, ainda recebe 75.000 visualizações no Youtube todos os dias. O jogo mistura plataforma, física e controles desafiadores tal como é visto em I Am Bread, e liberta essa fórmula em um oceano de oportunidades. Os jogadores podem esperar por mais alturas emocionantes e derrotas esmagadoras, tudo embalado pelo melhor do humor característico da Bossa.

I Am Fish nasceu em outubro de 2019, como parte da Bossa Presents, programa de criação de protótipos. Desta iniciativa saíram I Am FishPigeon Simulator e Trash Bandits, disponibilizados para jogadores de todo o mundo se divertirem e darem feedback. A Bossa Studios agora decidiu colocar o aquário pra rolar e transformar o projeto de I Am Fish em uma sequência completa para I Am Bread, reconstruída do zero e repleta de recursos, muitos deles pedidos por jogadores durante a Bossa Presents.

Nós recebemos uma quantidade imensa de feedback em torno dos três protótipos da Bossa Presents e ficou claro pra gente que todos eles tinham seus fãs”, explica Imre Jele, co-fundador da Bossa Studios e líder da Bossa Presents. “O que separou I Am Fish dos demais foi a paixão que os jogadores demonstraram pela jornada do peixinho e o entusiasmo que um jogo completo poderia ter. Adoramos ver todos os truques que as pessoas usaram para completar as fases de formas que não poderíamos imaginar, além das histórias de dor e alegria que surgiram ao longo do caminho. Claro que não nos esquecemos de Pigeon Simulator ou de Trash Bandits – em algum momento, vocês saberão mais sobre eles“, completa.

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR