Prepare-se! “4 Amigas Numa Fria” vai fazer você querer viajar

Conheça os cenários icônicos de Bariloche onde foram gravadas as cenas da nova comédia nacional em exibição nos cinemas

Já está em cartaz nos cinemas de todo o Brasil, a comédia nacional 4 Amigas Numa Fria, dirigida por Roberto Santucci.

A maior parte da trama se passa na turística cidade de San Carlos de Bariloche, após as amigas Karen (Fernanda Paes Leme), Ludmila (Micheli Machado) e Josie (Pri Assum) viajarem com Daniela (Maria Flor) rumo à Argentina para sua despedida de solteira, que acaba não saindo como o planejado.

Entre neve, confusões, amores e muito frio, as viajantes precisam agora encarar questões do passado e do presente em uma divertida aventura.

Com cenas de tirar o fôlego, 4 Amigas Numa Fria faz com que o público saia da sala de cinema com aquela vontade de viajar. Pensando nisso, confira abaixo alguns dos principais pontos de Bariloche onde o filme foi gravado.

Cerro Catedral

O Cerro Catedral é uma das atrações mais procuradas de Bariloche, principalmente durante o inverno, pois se trata da estação de esqui mais tradicional da cidade, que teve suas obras iniciadas em 1937.

Com um pico de mais de 2100 metros de altura, o local conta com aproximadamente 50 pistas, oferecendo diversão tanto para quem é iniciante, quanto para os mais experientes.

Além disso, o ponto ainda possui lojas, restaurantes de comidas típicas da Patagônia, hotéis e escolas de esqui e snowboard.

Centro Cívico

O Centro Cívico de Bariloche foi fundado em 1940 pelo arquiteto Ernesto de Estrada, que desenhou a praça retangular e as construções do entorno com o objetivo de deixar a região parecida com as pequenas cidades dos Alpes Suíços.O argentino conseguiu cumprir sua missão com bastante sucesso! Não à toa, o ponto foi considerado Monumento Histórico Nacional da Argentina em 1987.

Ao redor do terreno, também é possível encontrar o Lago Nahuel Huapi, a Biblioteca Popular Domingo Faustino Sarmiento, o Museu da Patagônia Francisco P. Moren, a prefeitura da cidade e muitos outros prédios com suas arquiteturas marcantes.

Rua Mitre

Com seus quase 2,5 km de extensão, a Calle Mitre liga o Centro Cívico de Bariloche até o Rio Ñireco. A via, que foi a primeira a ser fundada e asfaltada na cidade, é conhecida por ser um dos principais locais para se fazer compras em San Carlos de Bariloche.

Lojas de roupas, chocolates, restaurantes, bares, além do famoso centro comercial Galeria do Sol, podem ser encontrados por todo o caminho que percorre a movimentada Rua Mitre, que segue agitada tanto de dia, quanto de noite.

Bahia Lopez

A trilha de Bahía López é um passeio indispensável para quem gosta de caminhadas e está de passagem por Bariloche. O caminho, que passa pela mata local, dá aos visitantes uma vista panorâmica incrível do Brazo Tristeza e das montanhas do Cerro Capilla. 

Ao longo da jornada, os viajantes também podem ter a sorte de ver nos céus e nas árvores aves típicas da região, como o tordo-austral.

Hotel Llao Llao

Projetado pelo arquiteto Alejandro Bustillo, o hotel foi inaugurado em 1938 com o objetivo de ampliar o potencial turístico da região. Porém, um ano depois, um incêndio destruiu completamente o prédio que voltou a ser inaugurado em 1940.

Em 1978 novamente o hotel foi fechado, permanecendo assim por 15 anos e voltando a ser aberto apenas em 1993. Toda essa história faz o hotel, com seus quartos em estilo campestre e de arquitetura única, um dos mais marcantes da região.

Hotel Tunquelen

Localizado próximo ao Porto Pañuelo, o Hotel Tunquelen é outro ponto de acomodação icônico de Bariloche. Rodeado pela floresta local, o hotel tem uma vista incrível para o lago Nahuel Huapi e uma arquitetura clássica no estilo alpino.