DF-13002 - Hugh Jackman stars as Logan/Wolverine in LOGAN. Photo Credit: Ben Rothstein.

Logan: Hugh Jackman relembra seus momentos finais como Wolverine

Para quadro da Variety, a lenda dos X-Men, sentou-se com a atriz Anne Hathaway e falou sobre seus momentos finais no papel do Carcaju

Ator detalhou como foi rodar o último longa na pele do mutante.

Por dezoito anos, o indicado ao Oscar, Hugh Jackman, cativou o público com seu retrato instantaneamente icônico de Wolverine, favorito dos fãs de X-Men, iniciando sua carreira – e efetivamente todo o boom de filmes de super-heróis como um todo – como um parente desconhecido dos X-Men de 2000 e trazendo sua carreira e seu personagem para o círculo completo em “Logan” de 2018.

No golpe de mestre dirigido por James Mangold, Jackman se despediu de sua parte lendária de maneira épica, segurando o coração na mão e, embora certamente tenha falado sobre isso no passado, ele revisitou o memorável último dia no set durante uma conversa recente com a ex-co-estrela de “Les Misérables”, Anne Hathaway, como parte da edição de atores da Variety.

DF-13002 – Hugh Jackman stars as Logan/Wolverine in LOGAN. Photo Credit: Ben Rothstein.

Depois de tocar como ele sempre soube que seria o fim da linha para ele, dizendo:

“Havia tantos crossovers até o final, porque eu tinha tocado por tanto tempo… Eu sabia que seria minha última maneira antes de escrevermos. Eu tomei essa decisão. Havia um peso de expectativa que eu carregava. Eu estava super investido”.

Jackman continua explicando como as filmagens de sua cena da morte foram subidas inesperadamente devido ao mau tempo, o que não lhe permitiu pensar muito antes de filmar. Ele também detalha como Mangold lhe permitiu abraçar completamente o momento durante as filmagens, permitindo-lhe várias tomadas para compreender completamente a magnitude de uma cena há quase duas décadas.

“Eu estava tão investido. Eu me senti tão nisso. Estava com um diretor com quem trabalhei três vezes antes, em quem confio implicitamente, Jim Mangold. Lembro-me de quando filmamos aquela cena, estávamos filmando em altitudes muito altas, e houve tempestades por toda parte, e tivemos que desligar. Ele apenas disse: ‘Não podemos fazer essa grande cena de dublê. Mas nós apenas vamos fazer a cena da morte’. Eu respondi: ‘Como, agora?’, Ele diz: ‘Eu só vou ter você e Dafne, e se você puder fazer isso’. Respondi: ‘Tudo bem.’ Ele sabia que isso é melhor para mim”.

“Chegamos lá e estamos filmando a cena. Dafne tinha 11 anos. Ela era fantástica. Filmamos Dafne, e ela se virou em duas tomadas e ele disse: ‘Vamos chutar. Vamos fazer outra’. Eu disse: ‘Tem certeza? Eu sinto como’… e ele diz: ‘Cara, vamos parar os relógios. Não vamos nos preocupar com tudo. Este é o fim de 19 anos. Sente-se por meia hora’”.

“Ele rolou as câmeras. Ele me permitindo – não apenas como ator, mas como Hugh – lembrar daquele momento. Foi um luxo que nunca esquecerei”.

É uma conquista sem precedentes, do tipo que nunca mais voltaremos a ver, já que a esmagadora maioria dos atores de filmes de super-heróis tendem a se curvar muito antes de chegarem à marca da década. No ano passado, os astros do Universo Cinematográfico da Marvel, Robert Downey Jr. e Chris Evans, se despediram de seus papéis como Homem de Ferro e Capitão América em “Avengers: Endgame”, depois de colocar onze e oito anos, respectivamente, embora o último sempre possa ser seduzido para vir de volta em algum momento no futuro.

Via Comic Book Movie

DESCASCANDO AO VIVO!
CURRENTLY OFFLINE