HOMECOMING: A Film by Beyoncé | Crítica

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Análise sobre o documentário da diva pop Beyoncé, “Homecoming”, da streaming Netflix, aqui no site Cebola Verde. Confira a ficha técnica da trama cinematográfica:

Nome: Homecoming

Estreia: 17 de abril de 2019 – 2h 17min / Documentário

Direção: Beyoncé Knowles-Carter

Elenco: Beyoncé Knowles-Carter, Jay Z, Michelle Williams, Kelly Rowland, J Balvin, Blue Ivy Carter, Rumi Carter, Sir Carter

Distribuidora: Netflix


Há um ano atrás, Beyoncé fez duas apresentações no grande festival americano Coachella, na Califórnia, fazendo história em ser a primeira mulher negra como headliner do festival. Na época, muitas pessoas não entenderam porque a artista não deixou seu show ser transmitido ao vivo por meio do canal do Youtube do festival. Porém, o que não sabiam é que Beyoncé estava gravando seu show para um documentário da Netflix.

HOMECOMING é um show-documentário, onde é apresentado o compacto dos dois shows que Bey fez no Coachella e sobre os bastidores. A ideia do HOMECOMING é o reencontro de ex-alunos de uma faculdade negra. Com sua banda estilo fanfarra ditando o ritmo de suas canções, cerca de 100 bailarinos, e algumas participações especiais, Beyoncé traz um incrível espetáculo cheio de grandes sucessos da artista e representatividade negra e feminista.  A representatividade negra é o principal do filme, cujo Beyoncé faz um lindo tributo aos seus ancestrais por meio de mensagens, lembra de questões como as faculdades para negros nos EUA e exalta a cultura negra e feminista. Quem é fã, ou quem não é, com certeza, se contagia com a alegria no palco dessa grande artista.

Se mesclando as músicas do show, Beyoncé também narra os ensaios e a produção do seu show. Após dar à luz aos gêmeos, Bey conta o drama tentando retomar a rotina e a forma que ela tinha antes, inclusive reclamando de passar fome. A artista além de dançar, cantar e deixar todos os seus fãs enlouquecidos também dirigiu todo seu show, onde conta que se preocupou com cada luz, cada cor de figurino, cada tamanho do palco.  Podemos ver o lado determinado e amoroso da artista ao longo dos grandes ensaios e reuniões com sua equipe. Há também cenas bem intimistas com sua família.  Blue, sua filha mais velha, arrisca dançar e cantar igual a mãe.

HOMECOMING definitivamente é um grande marco de Beyoncé. Um grande tributo aos seus ancestrais, à sua carreira, à todos que fizeram parte do “Beychella” e um documentário super marcante para seus fãs.

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR