Cruella | Crítica

Análise sobre o filme “Cruella”, da Disney+, aqui no site Cebola Verde. Confira a ficha técnica da trama:

Nome: Cruella

Estreia: 27 de maio de 2021 – 2h 14min

Direção: Craig Gillespie

Elenco: Emma Stone, Mark Strong, Emma Thompson

Distribuidora: Disney Pictures

Gênero: Família, Drama, Comédia


A Disney lançou mais um novo remake live-action de suas animações mais clássicas, Cruella, que ao invés de ser uma adaptação de 101 Dálmatas, o filme explora mais o passado de Cruella De Vil.

A longa é dirigida por Craig Gillespie e protagonizado por Emma Stone no papel da vilã – que é retratada como Estella, uma menina extremamente talentosa, no qual sonha em ser uma estilista de sucesso, até que um encontro com uma figura importante acaba mudando a sua vida.

Ao contrário do que aconteceu em Malévola (2014), a primeira tentativa da Disney em fazer um filme de vilã, que tentava justificar as suas ações de crueldade e no fim sair como boa moça, Cruella faz o oposto: mostrando seu lado rebelde e maligno desde a infância, vivida por Tipper Seifert-Cleveland – agressiva e única. Mostrava muitos problemas na escola e em casa, sua genialidade é a característica mais importante da trama, já que estamos falando de uma vilã.

Na trama, Estella cresce nas ruas de Londres, após a morte de sua mãe, junto dos seus dois amigos Horace e Jasper que são ladrões muito experientes. Embora ela faça muitas maldades para sobreviver, ela não deixa de sonhar em ser uma grande estilista, até que ela conhece a Baronesa Von Hellman, a figura mais importante do império da moda.

A longa lembra muito os filmes O Diabo Veste Prada (2006) e Aves de Rapina (2020). Além dos conflitos, o tema moda é o principal destaque do filme. A competição entre Cruella e Baronesa (Emma Thompson) mostra um show de figurinos. Entretanto, o mais tocante na competição acontece quando Cruella aparece com o rosto escrito “o futuro”, deixando uma dúvida no ar de: Futuro de Cruella ou da moda? Uma crítica muito grande para o mundo estilístico, já que sempre há tendências e inovações, o mundo da moda nunca acaba.

Divulgação/Disney

A trilha sonora é incrível, combinando com todos os ambientes, deixando quem está assistindo mais interessado em saber o que pode acontecer. Assim como a atuação de Emma Stone acabou deixando muita gente de boca aberta, mesmo que tenha sido indicada como melhor atriz do ano pelo filme La La Land (2016), muitos tinham suas dúvidas se Cruella seria bem protagonizada pela mesma.

O roteiro é bem interessante, Craig Gillespie buscou um estilo de comédia ácida, para não fugir do tom infantil, procurando dar carisma para a vilã até no seu momento de crueldade com a sua dupla Joel Fry e Paul Walter Hauser.

Por isso, Cruella é uma boa alternativa de entretenimento para os fãs Disney e, claro, para quem adora a arte da moda.

Cruella
Sinopse
Ambientado na Londres dos anos 70 em meio à revolução do punk rock, o filme da Disney mostra a história de uma jovem vigarista chamada Estella (Emma Stone). Inteligente, criativa e determinada a fazer um nome para si através de seus designs, ela acaba chamando a atenção da Baronesa Von Hellman (Emma Thompson), uma lenda fashion que é devastadoramente chique e assustadora. Entretanto, o relacionamento delas desencadeia um curso de eventos e revelações que farão com que Estella abrace seu lado rebelde e se torne a Cruella, uma pessoa má, elegante e voltada para a vingança.
Atuação
Direção
Efeitos Especiais
Edição
Fotografia
Roteiro
Trilha Sonora
4
Notas
DESCASCANDO AO VIVO!
CURRENTLY OFFLINE