Arlequina em: Aves de Rapina | Crítica sem spoilers

6 de fevereiro de 2020

Publicado por Samuel Chaves

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Tuíte isso
Compartilhar no whatsapp
Enviar no Whatsapp

Análise sobre o filme “Aves de Rapina – Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa”, da Warner Bros. Pictures (convite da Warner Bros. Pictures BR), aqui no site Cebola Verde. Confira a ficha técnica da trama cinematográfica:

Nome: Aves de Rapina – Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa (Birds of Prey and the Fantabulous Emancipation of One Harley Quinn)

Estreia: 06 de fevereiro de 2020 (Brasil) – 1h 49min

Direção: Cathy Yan

Elenco:   Margot Robbie, Mary Elizabeth Winstead, Jurnee Smollett-Bel, Ella Jay Basco

Gênero: Ação

Distribuidora: Warner Bros. Pictures


O filme, apesar de ser de super heroínas, é extremamente violento e sua classificação indicativa é de 16 anos.

Arlequina / Harley Queen (Margot Robbie) é extremamente mais explorada neste filme, a personagem em Esquadrão Suicida (2016), era vista como uma garota maluca que usa roupas sensuais e extremamente desconfortáveis. Vemos algo completamente diferente neste filme, por termos um elenco feminino forte e uma produção feita basicamente de mulheres, com figurinistas, diretora, produtora e trilha sonora, podemos enxergar um prazer maior da própria Margot em ser a Harley piradinha das HQs. O filme, em geral, diverte, faz apresentações de personagens parecidas com Esquadrão Suicida, mas é só um relance do que foi o fiasco da DCU, sendo usado diversas vezes como easter eggs durante o filme. Fiquei extremamente satisfeito com o que foi apresentado a mim na sessão, e não fui o único, tendo o filme no seu primeiro dia de exibição para críticos, alcançar 92% no Rotten Tomatoes, com um futuro de diretores com liberdade criativa, e boa exploração de personagens, a DC caminhará bem nos cinemas.

Meus elogios, novamente, são para a presença feminina na produção, que só avançou devido a atriz e produtora, Margot Robbie pedir uma presença feminina maior na produção no filme, caso que foi destacado também por uma colega de profissão. De modo geral, a história é redonda, tem pouco ou quase nenhum “furo de roteiro”, e espero no futuro um desenvolvimento das personagens e também em aparições em outros longas.

Notas
  • Atuação
  • Direção
  • Edição
  • Efeitos Especiais
  • Roteiro
  • Trilha Sonora
4.8

Sinopse

Depois de se aventurar com o Coringa, Arlequina se junta a Canário Negro, Caçadora e Renee Montoya para salvar a vida de uma garotinha do criminoso Máscara Negra em Gotham City.

© 2020. Cebola Verde - "Versão 4.0: Cebolovers" / Developed by Mattz

DESCASCANDO!
CURRENTLY OFFLINE