Arlequina em: Aves de Rapina | Crítica sem spoilers

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Análise sobre o filme “Aves de Rapina – Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa”, da Warner Bros. Pictures (convite da Warner Bros. Pictures BR), aqui no site Cebola Verde. Confira a ficha técnica da trama cinematográfica:

Nome: Aves de Rapina – Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa (Birds of Prey and the Fantabulous Emancipation of One Harley Quinn)

Estreia: 06 de fevereiro de 2020 (Brasil) – 1h 49min

Direção: Cathy Yan

Elenco:   Margot Robbie, Mary Elizabeth Winstead, Jurnee Smollett-Bel, Ella Jay Basco

Gênero: Ação

Distribuidora: Warner Bros. Pictures


O filme, apesar de ser de super heroínas, é extremamente violento e sua classificação indicativa é de 16 anos.

Arlequina / Harley Queen (Margot Robbie) é extremamente mais explorada neste filme, a personagem em Esquadrão Suicida (2016), era vista como uma garota maluca que usa roupas sensuais e extremamente desconfortáveis. Vemos algo completamente diferente neste filme, por termos um elenco feminino forte e uma produção feita basicamente de mulheres, com figurinistas, diretora, produtora e trilha sonora, podemos enxergar um prazer maior da própria Margot em ser a Harley piradinha das HQs. O filme, em geral, diverte, faz apresentações de personagens parecidas com Esquadrão Suicida, mas é só um relance do que foi o fiasco da DCU, sendo usado diversas vezes como easter eggs durante o filme. Fiquei extremamente satisfeito com o que foi apresentado a mim na sessão, e não fui o único, tendo o filme no seu primeiro dia de exibição para críticos, alcançar 92% no Rotten Tomatoes, com um futuro de diretores com liberdade criativa, e boa exploração de personagens, a DC caminhará bem nos cinemas.

Meus elogios, novamente, são para a presença feminina na produção, que só avançou devido a atriz e produtora, Margot Robbie pedir uma presença feminina maior na produção no filme, caso que foi destacado também por uma colega de profissão. De modo geral, a história é redonda, tem pouco ou quase nenhum “furo de roteiro”, e espero no futuro um desenvolvimento das personagens e também em aparições em outros longas.

Notas
  • Atuação
  • Direção
  • Edição
  • Efeitos Especiais
  • Roteiro
  • Trilha Sonora
4.8

Sinopse

Depois de se aventurar com o Coringa, Arlequina se junta a Canário Negro, Caçadora e Renee Montoya para salvar a vida de uma garotinha do criminoso Máscara Negra em Gotham City.

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR