Sucesso de audiência do Camplota 2 abre caminho para a terceira edição do campeonato

A competição feminina de Free Fire criada pela influenciadora CamilotaXP foi transmitida na tv aberta pela Loading e na internet pela plataforma de streaming Booyah!

Com a vitória do time Up Gaming, o Camplota encerrou a segunda edição no último domingo (9) e registrou uma marca importante na audiência da Loading Entertainment Media, player de conteúdo audiovisual com foco em entretenimento jovem. Durante a final, a Loading alcançou 40 mil pessoas por minuto no PNT; ultrapassando emissoras abertas tradicionais.

Considerando todas as exibições do final de semana, o campeonato alcançou aproximadamente 2 milhões de pessoas em todo Brasil.  Além disso, o simulcast da Loading ultrapassou a marca de 7,7 milhões de minutos assistidos e 3,2 milhões de visualizações nos dias de exibição do campeonato.

De acordo com Marcelo Cassis, Head de Novos Negócios de Esports da startup de entretenimento, os números ressaltam a importância de termos conteúdos dedicados aos Esports na TV aberta. “Com a indústria de games crescendo cada vez mais, é natural que os brasileiros procurem programações especializadas e formas acessíveis de acompanhar os campeonatos. A Loading está aqui para ajudar a suprir essa demanda”, conta Marcelo.

 

Pelo engajamento positivo da audiência, a Loading, a plataforma de streaming BOOYAH!, a Art Entretenimento e a Camilota XP retomam a parceria para levar para a televisão e para a internet a terceira edição do Camplota, que será anunciada em breve. O site do evento já está no ar e aceitando inscrições dos times femininos da comunidade, que passarão por uma seleção para participação. Também estão abertas as inscrições para narradoras, comentaristas e apresentadoras, dando espaço para novos talentos também na equipe de produção.

 

O Camplota teve início em 2019 criado pela Camilota XP para estimular as mulheres que jogam videogame a entrar no competitivo. No Free Fire, jogo com mais de 450 milhões de jogadores globais, existem muitas jogadoras não-profissionais que ainda não se sentem confortáveis de participar de competições mistas, por isso ela sentiu essa importância de criar disputas apenas entre elas. Essa é uma forma de estimular o surgimento de jogadoras fortes neste universo dos Esports. A primeira edição foi transmitida apenas online com 12 equipes competindo, a segunda edição teve 72 equipes de uma seleção feita entre 1520 equipes inscritas e guildas femininas de alguns dos times mais famosos do país e com transmissão online e tv aberta e fechada. A terceira edição do Camplota deve ser ainda maior.

 

“Nesta segunda edição demos 10 passos à frente de tudo aquilo que poderíamos imaginar, estando na tv aberta e com o apoio de mais patrocinadores. Já é possível ver o peso e a  importância que o projeto ganhou dentro da comunidade de Free Fire.  O Camplota decolou de um jeito que eu nunca imaginei que aconteceria. Para a próxima edição vamos continuar com o foco que temos que é dar mais e mais visibilidade para as mulheres. Também traremos novas surpresas! Porque a gente é assim: se o segundo foi bom, o terceiro promete ser melhor ainda!” afirma Camilota XP.

DESCASCANDO AO VIVO!
CURRENTLY OFFLINE