MasterChef BR S03E11

Seja bem-vindo ao décimo primeiro episódio do MasterChef Brasil, com muito mais pimenta, pressão e calor na competição!

Depois de duas eliminações no episódio anterior, os chefs conversam com os nossos competidores e dizem que terão de enfrentar uma das provas mais tensas da temporada. E devo concordar com os chefs, foi uma das provas mais tensas que eu já vi no MasterChef. Então é o seguinte, os chefs irão distribuir a todos os competidores dolmas, os mesmos ficam alegres e emocionados com o nível de importância do momento. Eis que chega Elton Júnior, pupilo de Alex Atala, dando uma aula sobre a prova, que chama-se “Ocupação”.

Como o nosso querido Pedrinho ganhou a prova de eliminação semana passada e a Vanessa a melhor na prova principal, eles terão que escolher os líderes da equipe azul e vermelha, todavia eles se auto promovem. E então há uma detalhada explicação sobre a prova da noite no restaurante Dalva e Dito, que será escolhido o ganhador com a votação do chef Elton Júnior, os pagamentos (quem iria pagar a comida de cada equipe) e os nossos chefs.

(SPOILERS!)

Equipe Azul: Pedro, Bruna, Fábio, Lee, Luriana e Rodrigo;

Equipe Vermelha: Vanessa, Aluísio, Gleice, Leonardo, Paula, Raquel e Thaiana.

Para ver quem iria começar a prova, houve um cara e coroa. A equipe vermelha começara a prova e se percebeste, a equipe azul tem um competidor a menos, saindo na desvantagem, entretanto terá tempo de se organizar, já que o mesmo é o segundo da fila. A vermelha começa com muito atraso e totalmente perdida, que no caso, ambos as equipes terão que apresentar seis pratos diferentes (principal e sobremesa). Elton Júnior aprova o primeiro prato, mas sem muito louvor… Já o segundo, mais ou menos. Vou dar ênfase a palavra PERDIDOS, sim, perdidos, completamente; baratas tontas, não sabiam onde iriam e ficavam rodando pra lá e pra cá… No meio termo, Raquel consegue arrumar uma encrenca. Ela acaba cortando o dedo. O bombeiro da produção tenta ajudá-la, mas com corpo e alma, ela diz que irá continuar. Prato sem molho, sal, planejamento e ainda pior, uma situação detestável: prato com cabelo! Já imaginou? Érick Jacquin dá um troço… Elton Júnior acha o terceiro prato, peixe, sem sal; aprova o quarto, macarrão, e diz que foi o melhor; reprova o quinto, pudim, e o cuscuz feio, porém bom.

Já o time azul, aparentemente mais organizado que o vermelho, Lee começa atrapalhado, esbarrando em tudo e Pedro sendo contestado pela Paola Carosella, já irritada. Elton Júnior acha o primeiro e segundo prato bom, curtiu. Paola continua irrita e a equipe começa a se instabilizar. Rodrigão sem nenhuma pressão, já acostumado, executa seu trabalho. Elton Júnior aprova o terceiro, mas com a observação no cebolete grande. Peixe cru. Elton Júnior não curte o quarto, macarrão sem graça: “Faltou amor.” e assim começa uma confusão na cozinha da Dalva e Dito… Por fim, Elton Jr não curtiu muito o quinto, feio, faltou tempo na geladeira.

Votos: Elton Júnior – Azul | Pagamentos – Azul / Vitória da Equipe Azul, independente dos chefs escolherem.

No retorno à cozinha mais falada do Brasil, Ana Paula informará a prova de eliminação, que eu autointitulei como Pão. O nome já diz tudo, a equipe perdedora irá fazer um sanduíche, porém terá de fazer também a massa e o pão, com farinha, água e o processo de fermentação. E pelo incrível que pareça, Pedrinho não estará na prova… Sendo breve, pois houve bastante conteúdo na prova passada. Raquel, na hora de pegar os ingredientes, esquece alguns, mas mesmo assim, faz um prato cheio de informação, que não agradou muito os chefs. Leonardo tentou fazer uma focaccia, que acabou grudando no papel toalha com azeite… Como de costume, Aluísio teve problemas sérios e o pessoal no mezanino jogando praga para Raquel, que até os primeiros episódios, a melhor da competição. Hora da montagem. Raquel e Vanessa na berlinda da contagem, 5, 4, 3… E assim acaba a prova do pão.

Ordem da chamada: Raquel – normal pra ruim | Aluísio – ruim pra horrível | Leo – trabalhou bem | Gleice – ruim pra horrível | Thaiana – horrível (dito por Jacquin) | Paula – normal (melhor pão) | Vanessa – bom e agradável (menos pro Jacquin)

Notas: O melhor da prova de eliminação foi o Leonardo, com um pão gourmet. E devo lembrar que, nesse episódio aprendemos a valorizar o nosso padeiro de cada dia, dê um “bom-dia” pra ele, irá sentir-se amado 🙂 A Paola Carosella estava muito bonita também, pra constar… E tivemos um episódio agradável e tenso.

E o eliminado que ficou bastante chateado com o Didi, dizendo se o céu tem pão ou não foi a Gleice. Numa emocionante despedida, ela dividiu entre os piores com Aluísio. Muitos no Twitter acharam melhor a Gleice ter saído por estar sempre na média pra baixo. Lembrando que sempre quem está muito confiante, na maioria das vezes perde.

Fotos: Carlos Reinis/Band, MasterChef Brasil

Volney Tolentino

Designer Gráfico, Editor, Técnico de Mecânica Industrial, Nerd, Geek, Hipster Incubado, Fundador da Wing_Storm Entertainment, Protestante, Torcedor do New England Patriots, Los Angeles Lakers e Clube de Regatas do Flamengo e Dono na Thyskens Productions.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE