Danças e constrangimento em clipe de Prudence

14 de março de 2019

Publicado por Volney Tolentino

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Tuíte isso
Compartilhar no whatsapp
Enviar no Whatsapp

Dançar sozinho não é um problema. E você logo perceberá isso ao ouvir “Euphoria”, single e clipe de estreia de Prudence, o projeto solo de Tom Crandles, produtor australiano. O clipe foi dirigido por McLean Stephenson e a música faz parte do EP de seis faixas, “Major Tom”, que será lançado em maio. A faixa “Euphoria” se encontra disponível em diversas plataformas de streaming.

O clipe traz uma vibe de deboche, como se não se importasse em dançar estranho ou, simplesmente, não corresponder às expectativas. O resultado é hipnotizante e vagamente bizarro, uma excentricidade que brinca com os estereótipos e as caras sem expressão. Sempre provocando o público a se mostrar e entrar na dança esquisita.

O baixo assume o papel principal em “Euphoria”. A cada acorde, o coração bate junto e os pés seguem a vontade de dançar. A canção mistura uma forte influência do indie da primeira década de 2000, misturando o etéreo e o eletrônico, sem soar repetitivo.

Baixista e compositor, a carreira de Tom Crandles tem início na banda australiana Au.Ra, que chegou até a cena brasileira por meio de Gabriela Deptulski, da My Magical Glowing Lens. Neste trabalho, o artista revela a visão diferenciada de Prudence, uma espécie de alter ego que leva o ouvinte para uma jornada estranha e transformadora.

O single “Euphoria”, assim como todas as faixas do EP “Major Tom”, foram gravadas sozinhas por Tom Crandles, em Kent (interior do Reino Unido), enquanto o músico fazia uma pausa da correria de Londres, onde ele morava. O projeto foi concluído em Sydney, na Austrália, e mixado pelo próprio artista em Auckland, na Nova Zelândia.

© 2020. Cebola Verde - "Versão 4.0: Cebolovers" / Developed by Mattz