CRIA lança série de vídeos de músicas que marcaram a infância do grupo

16 de novembro de 2018

Publicado por Volney Tolentino

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no twitter
Tuíte isso
Compartilhar no whatsapp
Enviar no Whatsapp

Primeiro vídeo é de uma versão dos Saltimbancos, de Chico Buarque.

O grupo CRIA, que faz música voltada para o universo infantil sem subestimar a compreensão e o imaginário das crianças, lançou uma série mensal de vídeos onde vão revisitar a própria memória afetiva. Em ReCRIA, eles vão fazer versões de músicas infantis que marcaram suas vidas. A primeira canção é “Todos Juntos”, dos Saltimbancos, de Chico Buarque. O vídeo está disponível no canal do grupo no YouTube.

“O CRIA surgiu e manteve-se durante anos como um projeto exclusivamente autoral.  Sentimos a necessidade de revisitar as músicas que fizeram parte da nossa infância e vida, e, ao fazer versões próprias, redescobrir as razões pelas quais nos apaixonamos por elas em primeiro lugar”, conta Vinicius Castro, idealizador do projeto, que já adianta que Arnaldo Antunes, Caetano Veloso e Gilberto Gil estão entre os artistas revisitados por eles.

O grupo, que recentemente fez um show com ingressos esgotados no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, ainda é formado pelo percussionista e professor Mateus Xavier (do bloco Sargento Pimenta e do grupo vocal Ordinarius); a cantora e regente Maíra Martins (também do Ordinarius); o clarinete e o clarone de Frederico Cavaliere (Orquestra de Sopros Pro Arte); o  regente, pianista e acordeonista Christian Bizzotto (Orquestra Manouche); e o violonista Ayran Nicodemo (Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do RJ).

Recentemente eles buscaram desconstruir as fronteiras entre a música para crianças e adultos em seu novo disco, “Pra bagunçar”. O trabalho reflete o mundo atual e reimagina as convenções que temos do universo infantil, convidando o público a refletir sobre os personagens, seus arquétipos, clichês e a ressignificar suas histórias. Príncipes, princesas, vilões e super-heróis são desconstruídos de forma bem-humorada e descontraída. O disco conta com arranjos de grandes nomes da música carioca, como Alfredo Del-Penho e Augusto Ordine, e passeia por frevo, maxixe, maracatu, ciranda, jazz e blues.

O segundo álbum do CRIA vem após o bem-recebido “A Família”, lançado em 2013, que trazia divertidas canções sobre as relações familiares e seus membros. O disco foi finalista do Prêmio da Música Brasileira. Ambos os trabalhos estão disponíveis nas plataformas de música digital e no canal do YouTube da banda, que receberá atualizações mensais com as releituras.

© 2020. Cebola Verde - "Versão 4.0: Cebolovers" / Developed by Mattz

DESCASCANDO!
CURRENTLY OFFLINE