Biografia de Urgot, o filho de Ur

Com o Rework do Urgot, saiu na íntegra a nova biografia do personagem! ~ValdezBR 

Na época em que era um poderoso carrasco noxiano, Urgot foi traído pelo império para o qual havia tirado tantas vidas. Aprisionado por correntes de ferro, ele foi forçado a aprender o verdadeiro significado da palavra “força” na Draga — uma mina carcerária nas profundezas de Zaun. Após emergir de um desastre que espalhou o caos por toda a cidade, ele se tornou uma figura imponente no submundo do crime na cidade. Hoje ele usa as mesmas correntes que o aprisionaram para erguer suas vítimas e seu objetivo é erradicar todos os seres indignos do seu novo lar, tornando-o um crisol de dor.

Urgot sempre acreditou ser digno. Como carrasco e executor dos fracos, ele era a encarnação viva do ideal noxiano de fazer a força prevalecer sempre e tornava isso uma realidade a cada golpe de seu machado. Seu orgulho aumentava na mesma proporção que crescia a pilha de corpos sem vida. E sua presença opressora mantinha várias tropas guerreiras sob controle.

Mesmo assim, uma única palavra foi suficiente para selar seu destino. Enviado para os confins de Zaun para acabar com uma possível conspiração contra o governante de Noxus, Urgot percebeu, tarde demais, que a missão era uma cilada com o objetivo de afastá-lo enquanto o usurpador Swain tomava o controle da capital. Cercado por agentes dos barões químicos e furioso por ter acreditado em tantas mentiras, Urgot foi levado para as minas quimtec nas profundezas de Zaun. Ele fora derrotado. Ele fora escravizado. Ele não era digno de coisa nenhuma. Ele suportou as condições atrozes da mina em um silêncio sepulcral, simplesmente esperando a morte.

Na Draga, a morte chegava de várias maneiras…

A carcereira da mina, Baronesa Voss, às vezes oferecia liberdade em troca da confissão atormentada dos prisioneiros, e a concedia com a ponta de sua lâmina. Ouvindo os gritos que ecoavam pelos túneis da mina, Urgot aprendeu sobre as maravilhas de Zaun. A cidade tinha algo de especial, algo maravilhoso e evidente até nos segredos que espirravam das gargantas cortadas. Urgot não sabia o que era até ficar finalmente cara a cara com Voss, temendo que ela fosse eliminá-lo.

Porém, quando a lâmina da baronesa penetrou em sua carne, Urgot percebeu que seu corpo já estava afundado em dor, muito além da que poderia ser infligida pela lâmina de Voss. A Draga o tornou mais forte do que ele jamais fora como carrasco.

dor era o segredo de Zaun. A gargalhada dele levou Voss de volta à superfície e um reinado de anarquia teve início nas profundezas.

Após assumir o controle da prisão, Urgot passou a se deleitar com novos julgamentos de sobrevivência. Ele identificou as partes mais fracas do seu corpo e as substituiu por maquinário sucateado, uma tecnologia criada por aqueles que sem ela morreriam; tornando a necessidade a mãe da dor.

Os guardas não podiam mais entrar nas áreas que Urgot tinha tomado de Voss. Os próprios prisioneiros tinham mais medo de seu novo mestre do que da antiga carcereira. Alguns até desenvolveram um respeito fanático por Urgot, pois eram obrigados a ouvir seus inflamados sermões sobre a essência da força, ou o aperto de seus pescoços caso não o fizessem.

Finalmente, quando um agente noxiano chegou à Draga, Urgot foi forçado a enfrentar seu próprio passado. Embora o espião tivesse reconhecido Urgot e pedido sua ajuda para fugir, ele o espancou sem piedade e jogou seus restos mortais na escuridão.

Urgot agora percebia que não era a força que governava Noxus, mas os homens… e homens são fracos. Governantes não deveriam existir, nem regras, nem nada que interferisse no puro caos da sobrevivência. Foi então que, incendiando um dos tubos de química, Urgot iniciou um motim que fez a cidade acima tremer e a prisão rachar, causando uma explosão que se só se comparava ao próprio nascimento de Zaun. Muitos prisioneiros morreram e milhares desapareceram no Sumidouro. No entanto, os dignos – como sempre – sobreviveram.

Desde então, o reinado de terror de Urgot só faz crescer. Urgot, uma terrível fusão de máquinas industriais e brutalidade noxiana, extermina os barões químicos e seus capangas um por um, conquistando seus próprios seguidores dentre as massas oprimidas de Zaun. Todos que são poupados de sua fúria assassina recebem uma mensagem: ele não está aqui para liderar, mas para sobreviver. Se você for digno, também sobreviverá.

E os julgamentos… são apenas o começo.

Samuel Chaves

Jogador de LoL e Overwatch, carrego todo mundo XD.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE