Al Gore se pronuncia sobre saída dos EUA do Acordo de Paris e fala de crise climática em UMA VERDADE MAIS INCONVENIENTE

Filme dá sequência ao documentário de 2006 no qual o ex-vice-presidente dos Estados Unidos faz uma análise sobre a crise climática mundial

Após decisão de Donald Trump em retirar os Estados Unidos do Acordo de Paris, Al Gore, ex-vice-presidente do país e protagonista do documentário “Uma Verdade Mais Inconveniente”, se pronunciou em suas redes sociais criticando a decisão. O filme mostra a negociação feita há um ano e meio envolvendo 200 países, com o objetivo de impedir o avanço do aquecimento global através da redução das emissões de gases poluentes na atmosfera. A produção da Paramount Pictures é uma continuação de “Uma Verdade Inconveniente” (2006) e aborda como a crise climática está afetando o planeta, como destacam cartaz e vídeo que o estúdio liberou hoje.

Na última quinta-feira, 1º de junho, Trump reclamou que o acordo, assinado durante o governo de Barack Obama, oferece vantagens injustas a outros países sobre a indústria americana e anunciou que estava fora do tratado. Em resposta, Al Gore escreveu:

“Remover os Estados Unidos do Acordo de Paris é uma ação imprudente e indefensável. Isso prejudica a posição dos Estados Unidos no mundo e ameaça danificar a capacidade da humanidade de resolver a crise climática em tempo. Mas não se engane: se o presidente Trump não liderar, o povo americano o fará.

Líderes cívicos, prefeitos, governadores, CEOs, investidores e a maioria da comunidade empresarial enfrentarão esse desafio. Estamos no meio de uma revolução de energia limpa que nenhuma pessoa ou grupo pode parar. A decisão do presidente Trump está profundamente em conflito com o que a maioria dos americanos quer de nosso presidente; mas, não importa o que faça, asseguraremos que a nossa transição inevitável para uma economia de energia limpa continua”.

Os diretores do documentário, Bonni Cohen e Jon Shenk, também comentaram a decisão de Donald Trump:

“Nós ficamos chocados e decepcionados ao ouvir o anúncio do presidente Trump sobre retirar os EUA do acordo internacional histórico alcançado em Paris. Em nosso novo filme, “Uma Verdade Mais Inconveniente”, filmamos as cenas em Paris para mostrar o difícil trabalho e paixão que tornaram possível o acordo se concretizar. Esperamos que o trabalho árduo daqueles que fizeram o negócio acontecer não seja em vão. A boa notícia é que é muito bom ter esperança. A tecnologia existe para criar energia limpa suficiente para a economia mundial e para evitar uma catástrofe climática total. Agora que o presidente Trump prometeu fazer menos para manter o compromisso dos Estados Unidos com o mundo, todos devemos nos esforçar para fazer ainda mais para garantir a saúde do nosso planeta”.

Volney Tolentino

Designer Gráfico, Editor, Técnico de Mecânica Industrial, Nerd, Geek, Hipster Incubado, Fundador da Wing_Storm Entertainment, Protestante, Torcedor do New England Patriots, Los Angeles Lakers e Clube de Regatas do Flamengo e Dono na Thyskens Productions.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE