A beleza das Copas Nacionais Europeias

Neste fim de semana (21 e 22), a Europa viveu dois memoráveis dias na história do futebol em termos nacionais. Os principais nichos futebolísticos do Velho Continente tiveram por encerradas suas temporadas nacionais com o fim das Copas. O intuito deste texto é faze-los entender melhor o funcionamento desses torneios e a importância deles para o fechamento da temporada de futebol.

*Os melhores momentos disponibilizados, aqui, são apenas de canais oficiais das transmissoras dessas partidas*

Inglaterra

Na Terra da Rainha, dois times disputaram a final da FA Cup com muito vigor. Manchester United e Crystal Palace proporcionaram-nos um ótimo jogo no estádio de Wembley, em Londres. No tempo normal, 90 minutos, ficou 1 a 1. Jason Puncheon abriu o placar para o Palace, enquanto o United chegou ao empate com Juan Mata. Foi somente no segundo tempo da prorrogação que Jesse Lingard executou uma verdadeira pintura para o time de Manchester, que se sagrou campeão do torneio pela 12ª vez em sua história.

A FA Cup contempla todos os clubes associados à FA, a federação inglesa. Qualquer clube, de qualquer divisão, pode se inscrever e ter a chance de conquistar seus momentos de glória. Os times da primeira divisão iniciam o torneio em uma fase mais avançada, já na segunda metade da temporada europeia, de modo que é aí que o “bicho pega”. De qualquer forma, é um torneio de participação democrática, que atrai vários clubes e é considerado o segundo título de maior importância na Inglaterra, perdendo, apenas, para a própria Liga Inglesa.

França

O Paris Saint Germain, na despedida de Zlatan Ibrahimovic do clube, derrotou o Olympique de Marselha por 4 a 2, com dois gols do artilheiro sueco, sagrando-se campeão da Copa da França, após já ter conquistado a Liga Francesa. A hegemonia do time parisiense em terras francesas está cada vez mais nítida, mas ainda falta a glória europeia. Conseguirão isso seu sua maior estrela recente? Dinheiro árabe é o que não falta para municiar o potencial do PSG.

A Copa da França também contempla clubes de diversas divisões do país, mas não em tanta profusão quanto na Inglaterra. De certo modo, são competições equivalentes em formato, com rodadas eliminatórias e tem seu charme justamente por isso. É sempre bom equilibrar os ditos “mata-mata” e os torneios de pontos corridos. Copas e Ligas.

A equipe do PSG tem sobrado na França - Foto: Globo Esporte
A equipe do PSG tem sobrado na França – Foto: Globo Esporte

Itália

Jogando no Estádio Olímpico de Roma, a Juventus mostrou quem é que manda na Itália, conquistando o bicampeonato da Copa Da Itália, assim como já tinha feito com a Liga Italiana, mas dessa são cinco títulos consecutivos. O Milan foi valente, mas não evitou o gol de Álvaro Morata na prorrogação da partida. O placar foi magro, mas suficiente para dar o título à “Velha Senhora”.

A Copa da Itália é o torneio eliminatório da Itália. Assim como as outras Copas, tem seu charme por colocar equipes de divisões anteriores em embates com equipes da Série A, podendo promover histórias fantásticas como a do Alessandria, equipe da terceira divisão, que chegou à semifinal e foi eliminado pelo Milan.

Equipe da Juventus celebrando a conquista. - Foto: Globo Esporte
Equipe da Juventus celebrando a conquista. – Foto: Globo Esporte

Alemanha

Após um 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, o Bayern de Munique derrotou o Borussia Dortmund nos pênaltis, conquistando o doblete, por já ter ganhado a Liga Alemã anteriormente. A hegemonia bávara tem sido algo muito discutido na Alemanha nas últimas temporadas, mas a ascensão do Dortmund nesta época de 2015/2016 pode fazer-nos pensar que há como alguém bater de frente com os gigantes da baviera. O jogo marcou a despedida do treinador Pep Guardiola da equipe do Bayern. O treinador espanhol irá dirigir o Manchester City na próxima temporada.

A Copa da Alemanha é um torneio bem distribuído ao longo de toda a temporada, com fases eliminatórias em jogo único. Ela pode proporcionar surpresas, mas dessa vez, os dois melhores times do país chegaram a final e fizeram uma partida mais brigada do que boa de se ver, mas o futebol também tem esse espírito de luta.

Foto: Globo Esporte
Equipe do Bayern celebrando mais uma taça – Foto: Globo Esporte

Espanha

Das Copas citadas, aqui, foi a única cuja final fora realizada neste domingo. No estádio Vicente Calderón, do Atlético de Madrid, Barcelona e Sevilla disputaram o último torneio da temporada espanhola. No tempo normal, um jogo muito nervoso, uma expulsão para cada lado e 0 a 0 no placar. Na prorrogação, o desgaste físico de ambas as equipes era evidente. Contudo, o Barcelona fez valer seu favoritismo e sua maior qualidade, marcando dois gols no tempo extra e conseguindo o doblete após conquista a Liga Espanhola.

A Copa do Rei da Espanha também é muito prestigiada. Assim como nos outros países, os clubes lutam muito para conquista-la. Mesmo com o poderio financeiro mais evidente de Real Madrid e Barcelona, outros clubes como o Sevilla, o Atletico de Madrid e o Athletic Bilbao já conseguiram surpreender ao, pelo menos, chegarem à final em temporadas recentes.

O Barcelona conquistou o doblete na Espanha - Foto: Globo Esporte
O Barcelona conquistou o doblete na Espanha – Foto: Globo Esporte

Sumariamente, esse foi o fim de semana muito agitado no cenário futebolístico europeu. Jogos muito emocionantes, quase todos necessitando da prorrogação para se resolverem. O futebol é isso, cheio de alternativas e muita emoção acontecendo, mesmo que no final os favoritos tenham levantado o “caneco”.

Lucas Colenghi

21 anos. Uberabense. Estudante de Letras - Português/Inglês, já me aventuro como professor. Odeio escanteio curto e acordar cedo. Tenho uma enorme paixão pelo futebol, pela língua inglesa e por games. Também estou no Tottenham Brasil.

Estamos ao vivo!
CURRENTLY OFFLINE